Levantamento detalhado dos solos (1:5.000) da área piloto na Fazenda Marechal Rondon, Município de Luís Eduardo Magalhães, BA.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Autoria: FONTANA, A.; OLIVEIRA, A. P. de

Resumo: Os levantamentos de solos são ferramentas importantes para o planejamento de uso das terras, pois além de mostrarem a distribuição espacial das diversas classes de solos, podem fornecer informações sobre as condições ambientais. Diante do atual detalhamento dos solos e das práticas agrícolas na região Oeste do Estado da Bahia, o levantamento detalhado convencional/tradicional dos solos em uma paisagem representativa subsidiará as atividades de planejamento agrícola e, ainda, o desenvolvimento do mapeamento digital dos solos previsto no projeto Fragissolos. O trabalho teve como objetivo mapear os solos de uma área piloto que contempla as diferentes paisagens da região Oeste do Estado da Bahia. A área de estudo compreende 1.126,50 ha, sendo 730,79 ha com o cultivo agrícola (64,88%) e 395,71 ha sem uso, coberta com Cerrado (35,12%). A área situa-se em um chapadão de relevo suave ondulado, com altitudes variando entre 785 m e 847 m. A geologia é caracterizada pelo arenito do Grupo Urucuia. Para o levantamento dos solos, o método de prospecção baseou-se na abertura, coleta e análise em minitrincheiras (90 cm de profundidade) obtidas a partir do método de amostragem cLHS (Hipercubo Latino Condicionado), considerando valores de co-variáveis de relevo (elevação, declividade, curvatura) e vegetação (quantidade de biomassa). No total, foram abertas, descritas e amostradas 75 minitrincheiras, coletando amostras em intervalos regulares de 0-20 cm e 60-80 cm, seguido de tradagem até 180 cm para a identificação das classes de solo. Após a classificação do solo de cada minitrincheira, foram selecionados pontos representativos para a abertura dos perfis completos. O mapa de solos convencional foi elaborado em escala de 1:5.000, avaliando-se: i) análise de padrões diferenciados de cor e textura da imagem de alta resolução (Ikonos de 1 m de resolução espacial); ii) plotagem de cada ponto amostrado como minitrincheira ou perfil completo; iii) anotações diversas como observações extras. As seguintes unidades de mapeamento (UM) foram identificadas: LVAd1 - Latossolos Vermelho-Amarelos Distróficos (textura média) (68,22% da área); grupo indiferenciado RQo - Neossolos Quartzarênicos (típicos ou latossólicos) e Latossolos Vermelho-Amarelos e Amarelos (psamíticos) (24,46% da área); e LVAd2 - Latossolos Vermelho-Amarelos (textura argilosa) (7,32% da área). Destaca-se a Inclusão de Plintossolos Pétricos Litoplínticos ou Concrecionários nas LVAd1 e RQo, assim como a ocorrência de Latossolos na UM LVAd1 com textura arenosa nos horizontes superficiais. Os solos da UM LVAd1 ocorrem desde o topo até a parte baixa da paisagem, enquanto que os da UM LVAd2 estão restritos ao topo em vertente distinta da LVAd1. Aqueles solos relacionados à UM RQo localizam-se nas partes mais baixas da paisagem. Os horizontes superficiais dos solos sob cultivo agrícola manifestam consistência seca variando de muito dura a extremamente dura, teores de Ca2+ e Mg2+ trocáveis e P disponível muito superiores em relação ao solo sob vegetação nativa devido à influência do manejo.

Ano de publicação: 2018

Tipo de publicação: Livros

Unidade: Embrapa Solos

Observação

Para ler algumas publicações da Embrapa (apenas as que estão em formato ePub), é necessário ter, no celular ou computador, um desses softwares gratuitos. Sistemas Android: Google Play Livros; IOS: iBooks; Windows e Linux: software Calibre.

 


Acesse outras publicações

Acesse a Base de Dados da Pesquisa Agropecuária (BDPA) para consultar o acervo completo das bibliotecas da Embrapa.
Visite a Livraria Embrapa para adquirir livros e outras publicações vendidas pela Empresa.