HORTALIÇAS EM REVISTA. Ações de resgate e de multiplicação das hortaliças não convencionais promovem sua volta ao campo e à mesa.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Resumo: Hortaliças tradicionais e plantas alimentícias não convencionais (PANC) não fazem parte do sistema de cultivo comercial em escala, nem contam com uma cadeia produtiva organizada, uma condição que reforçou a dispersão de suas espécies, muitas das quais terminaram por desaparecer da mesa, da cultura e também das vistas de comunidades que mantinham o cultivo e o consumo de plantas como jacatupé, ora-pro-nóbis, taioba, mangarito, vinagreira, peixinho, chuchu-de-vento, entre muitas outras hortaliças classificadas como PANC. Mas graças a iniciativas voltadas para a preservação e o resgate dessas plantas, e que incluem desde o projeto de multiplicação de material genético de vegetais (bancos de germoplasma), caracterizados como hortaliças PANC, à instalação de uma rede de bancos comunitários para disponibilizar o acesso de mudas a interessados no plantio de algumas espécies - seja raiz, tubérculo, folha, fruto ou flor ? as hortaliças tradicionais estão fazendo o caminho de volta. Capitaneada pela Embrapa Hortaliças, e envolvendo diversas instituições, a missão de preservação e conservação das PANC já agrega aliados de peso, como empresas estaduais de pesquisa, universidades, extensão rural e associações de produtores, por exemplo. Nessa edição, os pesquisadores Nuno Madeira e Neide Botrel contam como tudo começou, registram os avanços e alinham os possíveis - e positivos - novos cenários que se avizinham para a conservação desse patrimônio genético da nossa biodiversidade. Essa edição também relata o sucesso obtido pelo híbrido de melão amarelo BRS Araguaia, que surpreende pelo potencial produtivo e pela resistência ao principal fungo que ataca a cultura. Há também um texto sobre como o uso do composto orgânico bokashi está relacionado ao aumento da matéria orgânica do solo e ao controle de uma doença limitante para a produção de tomate. Os artigos assinados trazem os pesquisadores Miguel Michereff Filho e Núbia Maria Correia dissertando, respectivamente, sobre o uso abusivo de agrotóxicos e a resistência de plantas daninhas a herbicidas. Além disso, a seção ?Estante? apresenta os últimos dois livros lançados pela Embrapa Hortaliças, sobre nematoides em hortaliças e pós-colheita de pimentão.

Ano de publicação: 2017

Tipo de publicação: Fascículos de periódicos

Observação

Para ler algumas publicações da Embrapa (apenas as que estão em formato ePub), é necessário ter, no celular ou computador, um desses softwares gratuitos. Sistemas Android: Google Play Livros; IOS: iBooks; Windows e Linux: software Calibre.

 


Acesse outras publicações

Acesse a Base de Dados da Pesquisa Agropecuária (BDPA) para consultar o acervo completo das bibliotecas da Embrapa.
Visite a Livraria Embrapa para adquirir livros e outras publicações vendidas pela Empresa.