Gene diversity in grevillea populations introduced in Brazil and its implication on management of genetic resources.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Autoria: SOUSA, V. A. de; KALIL FILHO, A. N.; MARTINS, E. G.; SHIMIZU, J. Y.; ALBERTIN, F.

Resumo: A variabilidade isoenzimática para seis populações de Grevillea robusta, oriundas de um teste de procedências/progenies, implantado no delineamento em blocos casualizados com 5 plantas por parcela, no Sul do Brasil, é descrita. A estrutura genética da população foi analisada utilizando-se marcadores bioquímicos, aos 5 anos de idade, especificamente para os locos MDH-3, PGM-2, DIA-2, PO-1, PO-2, SOD-1, e SKDH-1. As procedências do norte de ocorrência natural (Rathdowney e Woodenbong) apresentaram divergência genética superior, em relação à média das progênies, considerando o número de alelos por locus, (Ap), a riqueza alélica (Rs), a diversidade genética de Nei (H), e o coeficiente de endogamia (f). A endogamia foi detectada em diversos graus. A testemunha comercial apresentou o maior coeficiente de endogamia, (f = 0,4448), comparativamente à média das procedências (f = 0,2306), possivelmente devido à insuficiente amostragem populacional na região de origem (Austrália). Apesar de sua ocorrência natural restrita, observou-se correlação positiva entre divergência genética e distância geográfica entre as populações originais. A distância genética e análise de cluster, baseada no modelo bayesiano, mostrou três grupos de procedências distintos: 1) Rathdowney- QLD e Woodenbong-QLD; 2) Paddy?s Flat-NSW; e 3) Mann River-NSW, Boyd River-NSW e a testemunha comercial (material utilizado no Brasil). O agrupamento da testemunha com as procedências Mann River-NSW e Boyd River-NSW sugere um maior potencial das procedências do norte para o melhoramento genético visando à produção de madeira no Brasil, devido a sua elevada diversidade genética e baixo coeficiente de endogamia.

Ano de publicação: 2018

Tipo de publicação: Artigo de periódico

Observação

Para ler algumas publicações da Embrapa (apenas as que estão em formato ePub), é necessário ter, no celular ou computador, um desses softwares gratuitos. Sistemas Android: Google Play Livros; IOS: iBooks; Windows e Linux: software Calibre.

 


Acesse outras publicações

Acesse a Base de Dados da Pesquisa Agropecuária (BDPA) para consultar o acervo completo das bibliotecas da Embrapa.
Visite a Livraria Embrapa para adquirir livros e outras publicações vendidas pela Empresa.