Critérios metodológicos e potencial climático do Estado de Alagoas para culturas agrícolas nos cenários pluviométricos seco, regular e chuvoso.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Autoria: BARROS, A. H. C.; VAREJÃO-SILVA, M. A.; TABOSA, J. N.; SILVA, A. B. da; ARAUJO FILHO, J. C. de; SANTIAGO, G. A. C. F.

Resumo: Este trabalho apresenta a aptidão climática do Estado de Alagoas para oito culturas agrícolas: algodão herbáceo, cana-de-açúcar, feijão phaseolus, feijão vigna, mamona, mandioca, milho e sorgo. O estudo foi desenvolvido pela Embrapa Solos UEP Recife, em parceria com o Governo do Estado de Alagoas / Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Agrário, com o objetivo de gerar informações para subsidiar o planejamento e o aperfeiçoamento do uso das terras do estado. No que se refere à metodologia, foram utilizados procedimentos diferentes dos tradicionalmente adotados nos zoneamentos climáticos, os quais se baseiam nas médias históricas dos totais mensais de chuva. Nesta nova abordagem, três cenários pluviométricos foram considerados: anos secos, anos regulares e anos chuvosos, com base nas séries históricas de dados de chuva, as quais representam a variabilidade natural do regime pluviométrico. A ideia é que um dos cenários pluviométricos disponibilizados seja adotado pelo usuário, em função dos prognósticos de previsão pluviométrica publicados antecipadamente pelos núcleos de meteorologia, obtidos por meio de análises dos modelos numéricos regionais e globais atualmente em uso. Esta nova abordagem climatológica é especialmente importante nos ambientes semiáridos do Nordeste do Brasil, onde são grandes as variações anuais nas precipitações pluviométricas. Observou-se que nos anos considerados secos a deficiência hídrica restringe o cultivo de praticamente todas as culturas no semiárido de Alagoas. Nesse cenário de menor precipitação pluvial, o sorgo, o algodão, a mamona e o feijão caupi sofrem menor restrição para seu cultivo em função da maior tolerância às condições de deficiência hídrica. Em anos com chuvas regulares, cerca de 40% da área do estado não apresenta restrições climáticas para as culturas avaliadas, excetuando-se o milho e o feijão phaseolus. Os anos chuvosos apresentam as melhores condições climáticas para os cultivos, no entanto, partes da região da Zona da Mata e do Litoral do estado podem apresentar moderado excesso hídrico, podendo prejudicar a colheita e secagem de grãos, principalmente nas áreas limítrofes com o Estado de Pernambuco.

Ano de publicação: 2018

Tipo de publicação: Livros

Unidade: Embrapa Solos

Observação

Para ler algumas publicações da Embrapa (apenas as que estão em formato ePub), é necessário ter, no celular ou computador, um desses softwares gratuitos. Sistemas Android: Google Play Livros; IOS: iBooks; Windows e Linux: software Calibre.

 


Acesse outras publicações

Acesse a Base de Dados da Pesquisa Agropecuária (BDPA) para consultar o acervo completo das bibliotecas da Embrapa.
Visite a Livraria Embrapa para adquirir livros e outras publicações vendidas pela Empresa.