Avaliação dos parâmetros de qualidade de carne em pirarucus submetidos à termonarcose e à concussão cerebral.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Autoria: SOUSA, I. J. A. de; KIRSCHNIK, P. G.; LIMA, L. K. F. de; CHICRALA, P. C. M. S.

Resumo: Este projeto propôs avaliar a influência de duas metodologias de insensibilização para o abate de pirarucus, sobre os parâmetros de qualidade da carne armazenada em gelo por 24 horas. Avaliaram-se as metodologias de insensibilização: G1 (com insensibilização por concussão cerebral) e G2 (insensibilização por termonarcose), objetivando estabelecer uma correlação entre os indicadores de qualidade da carne de pirarucus para determinar a melhor técnica de insensibilização para essa espécie. Para cada grupo experimental, foram realizadas avaliações do rigor mortis, pH muscular e composição. Na insensibilização G1, o índice de rigor mortis se manteve elevado por um período maior de tempo, quando comparado o outro método. Os valores de pH mostraram-se semelhantes em todos os grupos experimentais ao longo da avaliação. Os métodos de insensibilização não apresentaram alterações na composição da carne. Os dois métodos de insensibilização para o abate utilizados neste trabalho são eficientes para o abate de pirarucu, sendo a concussão cerebral ligeiramente mais eficiente comparada ao método por termonarcose, proporcionando uma melhor qualidade da carne.

Ano de publicação: 2015

Tipo de publicação: Parte de livro

Observação

Para ler algumas publicações da Embrapa (apenas as que estão em formato ePub), é necessário ter, no celular ou computador, um desses softwares gratuitos. Sistemas Android: Google Play Livros; IOS: iBooks; Windows e Linux: software Calibre.

 


Acesse outras publicações

Acesse a Base de Dados da Pesquisa Agropecuária (BDPA) para consultar o acervo completo das bibliotecas da Embrapa.
Visite a Livraria Embrapa para adquirir livros e outras publicações vendidas pela Empresa.