Registro de nematóide de importância zoonótica em Serrasalmus gibbus Castelnau, 1855 do rio Pedreira, estado do Amapá, Brasil.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Autoria: SALOMÃO, D. da C. O.; VASCONCELOS, H. C. G.; SÁ-OLIVEIRA, J. C.; TAVARES-DIAS, M.; AIRES, M. C.; SILVA, J. S.; BRITO, T. M.; SILVA, S. G.; ISACKSSON, E. D. G. S.; LIMA, W. R. da S.; SILVA, I. M.

Resumo: Anisaquídeos são nematoides de peixe que podem causar o quadro de anisaquiose em seres humanos. A contaminação ocorre por vias aéreas, cutaneomucosa e/ou intestinal, provocando desde quadros alérgicos até infecções com quadros dispépticos. Acredita-se que Contracaecum spp. estão entre os agentes etiológicos dessa doença. Desse modo, o objetivo deste estudo foi de elucidar aspectos da infestação de Contracaecum sp. em Serrasalmus gibbus do rio Pedreira. No período de dezembro/2015 a dezembro/2016 foram capturados peixes-hospedeiros em seis pontos amostrais. A pesca foi realizada com malhadeiras (20-60mm entre nós), com 24 horas de permanência e vistorias a cada 4h. De cada peixe-hospedeiro foi mensurado o Comprimento Total (Ct) em centímetros e o Peso total (Pt) em gramas. Através da celiotomia, foi identificado o sexo do hospedeiro e coletado os parasitos. Os descritores ecológicos abordados foram amplitude de intensidade (AI), prevalência (P), abundância média (AM) e intensidade média (IM). Os valores de Pt e Ct foram utilizados para traçar a relação peso-comprimento de peixes parasitados e nãoparasitados, separadamente. Assim, determinou-se as constantes a e b, e o peso teoricamente esperado (Pe) para cada comprimento. Então, calculou-se o fator de condição relativo (Kn) de cada espécime (Kn=Pt/ Pe) de hospedeiro parasitado e não-parasitado, comparados através do teste t-Student. O coeficiente de correlação de Spearman (rs) foi usado para determinar possíveis correlações do número de parasitos (NP) com o Kn, tamanho e peso. Para determinar a influência do sexo dos hospedeiros na prevalência de parasitos foi utilizado o Teste G. O nível de significância estatística adotado foi p=0,05. Foram capturados 51 peixeshospedeiros com Ct entre 8,8 e 19,7cm (12,4±2,4cm) e Pt entre 8 e 96g (28,9±18,8g). Nos peixes-hospedeiros obteve-se 169 espécimes de Contracaecum sp. Os descritores ecológicos mostraram AI=3-21, P= 31,4%, AM= 3,3 e IM= 10,6. O Kn dos hospedeiros parasitados (0,84 ± 0,07) foi inferior ao dos não-parasitados (1,07 ± 0,05) significativamente (t=13,56; p<0,0001). Não houve uma correlação para NP/Ct (rs=-0,1418; p=0,3209). Contudo, há importante correlação negativa para NP/Pt (rs=-0,5536; p<0,0001) e NP/Kn (rs=-0,82; p<0,0001). O sexo dos hospedeiros não influenciou a prevalência de Contracaecum sp. (G=0,0422; p=0,8372). Contracaecum sp. teve alta patogenicidade ao hospedeiro. Os dados sugerem que essa infecção afetou negativamente a taxa de conversão alimentar e, consequentemente, o seu grau de higidez e peso. A infecção ocorreu homogeneamente entre os sexos, indicando que machos e fêmeas apresentam nichos ecológicos similares. Mesmo possuindo baixo valor comercial, as comunidades ribeirinhas amazônicas consomem comumente peixes do gênero Serrasalmus. Tanto a população quanto o sistema de saúde em localidades onde já se identificou anisaquídeos devem estar alertas para a possibilidade da doença.

Ano de publicação: 2019

Tipo de publicação: Parte de livro

Unidade: Embrapa Amapa

Observação

Para ler algumas publicações da Embrapa (apenas as que estão em formato ePub), é necessário ter, no celular ou computador, um desses softwares gratuitos. Sistemas Android: Google Play Livros; IOS: iBooks; Windows e Linux: software Calibre.

 


Acesse outras publicações

Acesse a Base de Dados da Pesquisa Agropecuária (BDPA) para consultar o acervo completo das bibliotecas da Embrapa.
Visite a Livraria Embrapa para adquirir livros e outras publicações vendidas pela Empresa.