Caracterização pedológica da área do Projeto Trijunção no oeste da Bahia, região do Matopiba.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Autoria: ALBUQUERQUE FILHO, M. R. de; VIANA, J. H. M.; FRANCELINO, M. R.; THOMAZINI, A.; SANTANA, D. P.; SANTOS, F. C. dos

Resumo: A região que corresponde aos espaços territoriais com áreas do bioma Cerrado dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, denominada ?Matopiba?, consolidou-se nas últimas décadas como uma importante fronteira agrícola do País. A Fazenda Trijunção, nos municípios de Cocos e Jaborandi, ocupa 33 mil hectares em ambiente representativo das áreas de exploração agropecuária intensiva do Oeste baiano, região que concentra o maior volume de produção de grãos do Matopiba. Na Fazenda Trijunção está sendo desenvolvido um projeto com o objetivo de definir a melhor estratégia de intensificação agrícola com base em sistemas de produção sustentáveis para esta região. Como base para as atividades de pesquisa, este trabalho refere-se à caracterização pedológica da área do projeto, de talhões representativos e de vegetação nativa na Fazenda, dentro de um sistema padronizado de classificação, visando facilitar a sistematização de informações, a utilização de conhecimentos para áreas similares e uma maior eficiência na transferência das tecnologias geradas pelo projeto. Os solos identificados enquadram-se em sua maioria nos grupos dos Latossolos Vermelho-Amarelos e Amarelos, nas classes texturais areia e areia franca ou franco-arenosa. Representam bem os solos arenosos da região do Matopiba, e, por extensão, expressiva área do Cerrado brasileiro. O levantamento pedológico e a caracterização dos solos constituem a base de conhecimento para o monitoramento e a mensuração dos impactos das intervenções previstas no projeto, como mudança nos estoques de carbono dos solos; alterações físicas, químicas e microbiológicas no perfil dos solos; efeitos sobre as produtividades das culturas decorrentes de alterações no manejo dos solos. Nesse sentido, trata-se de um trabalho inteiramente alinhado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODSs), uma vez que os resultados positivos dessas ações impactarão diretamente a produção sustentável de alimentos prevista no ODS 2, bem como irão contribuir para sistemas de produção com baixa emissão carbono, o aumento da sua fixação no solo e a redução de emissões de gases de efeito estufa previstos no ODS 13, além de ajudar na preservação da biodiversidade e do bioma Cerrado, no manejo sustentável dos solos e no combate à desertificação previstos no ODS 15.

Ano de publicação: 2020

Tipo de publicação: Folhetos

Observação

Para ler algumas publicações da Embrapa (apenas as que estão em formato ePub), é necessário ter, no celular ou computador, um desses softwares gratuitos. Sistemas Android: Google Play Livros; IOS: iBooks; Windows e Linux: software Calibre.

 


Acesse outras publicações

Acesse a Base de Dados da Pesquisa Agropecuária (BDPA) para consultar o acervo completo das bibliotecas da Embrapa.
Visite a Livraria Embrapa para adquirir livros e outras publicações vendidas pela Empresa.