Diversidade genética entre etnovariedades de mandioca cultivadas no norte do estado de Mato Grosso por meio de descritores morfoagronômicos.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Autoria: HOOGERHEIDE, E. S. S.; PEDRI, E. C. M. de; SANTOS, L. L. dos; WOLF, M. S.; TIAGO, A. V.; CARDOSO, E. dos S.; ROSSI, A. A. B.

Resumo: Resumo: A mandioca é uma das mais tradicionais culturas agrícolas, de relevância socioeconômica, cultivada eficientemente, em todas as regiões do Brasil. Objetivou-se neste estudo caracterizar 71 etnovariedades de mandioca, cultivadas no norte do estado de Mato Grosso, por meio de descritores morfoagronômicos, bem como destacar as etnovariedades com características desejáveis para o cultivo comercial e processamento agroindustrial. Para tanto, utilizou-se 31 descritores qualitativos e oito quantitativos. Os dados foram analisados com auxílio do software Excel e do programa Genes. Com base nos dados qualitativos evidenciou-se variabilidade fenotípica entre as etnovariedades e a formação de dez grupos genéticos pelo método UPGMA. Todas as etnovariedades apresentam raízes com mais de uma característica desejável pelos consumidores e, portanto, de interesse agronômico e comercial. Por meio dos dados quantitativos foi possível a formação de oito grupos distintos. As etnovariedades LCA09, MTA02 e MTA05 foram as mais dissimilares. Os descritores comprimento médio da raiz (65,70%) e comprimento do pecíolo (14,44%) foram os que mais contribuíram para a diversidade genética entre as etnovariedades. A análise conjunta dos dados reuniu as etnovariedades em nove grupos genéticos, sem duplicidade de material. Conclui-se que as etnovariedades de mandioca cultivadas por agricultores familiares no estado de Mato Grosso apresentam diversidade genética quanto aos descritores morfoagronômicos. Congregam características desejáveis pelos consumidores, apresentam potencial para cultivos comerciais e processamento agroindustrial, podendo ser úteis como progenitoras em programas de melhoramento com a espécie. | Abstract: Cassava is one of the most traditional agricultural crops, it has socioeconomic relevance and it is cultivated efficiently in all regions of Brazil. The aim of this study was to characterize 71 cassava landraces, grown in the north of Mato Grosso state, Brazil, through morpho-agronomic descriptors, as well as to highlight landraces with desirable characteristics for commercial cultivation and agro-industrial processing. Thirty-one qualitative and eight quantitative descriptors were used. The data were analyzed with the aid of Excel software and the Genes program. Based on qualitative data, we observed phenotypic variability among the landraces and the formation of ten genetic groups by the UPGMA method. All landraces have roots with more than one characteristic desirable by consumers and, therefore, of agronomic and commercial interest. Through the quantitative data it was possible to form eight distinct groups. The landraces LCA09, MTA02 and MTA05 were the most dissimilar. The descriptors average length of the root (65.70%) and length of the petiole (14.44%) were the ones that most contributed to the genetic diversity among the landraces. The joint analysis of the data gathered the landraces into nine genetic groups, without duplication of material. We conclude that the cassava landraces cultivated by family farmers in Mato Grosso state have genetic diversity related to the morpho-agronomic descriptors. They have desirable characteristics for consumers, have the potential for commercial crops and agro-industrial processing, and can be useful as progenitors in breeding programs with the species. | Resumen: La yuca es uno de los cultivos agrícolas más tradicionales, de relevancia socioeconómica, cultivado de manera eficiente, en todas las regiones de Brasil. El objetivo de este estudio fue caracterizar 71 etnovariedades de yuca, cultivadas en el norte del estado de Mato Grosso, mediante descriptores morfoagronómicos, así como destacar las etnovariedades con características deseables para el cultivo comercial y procesamiento agroindustrial. Para ello se utilizaron 31 descriptores cualitativos y ocho cuantitativos. Los datos se analizaron con la ayuda del software Excel y el programa Genes. Con base en datos cualitativos se evidenció variabilidad fenotípica entre etnovariedades y la formación de diez grupos genéticos por el método UPGMA. Todas las etnovariedades tienen raíces con más de una característica deseable por los consumidores y, por tanto, de interés agronómico y comercial. A través de los datos cuantitativos fue posible formar ocho grupos distintos. Las etnovariedades LCA09, MTA02 y MTA05 fueron las más disímiles. Los descriptores longitud promedio de la raíz (65,70%) y longitud del pecíolo (14,44%) fueron los que más contribuyeron a la diversidad genética entre las etnovariedades. El análisis conjunto de los datos reunió las etnovariedades en nueve grupos genéticos, sin duplicación de material. Se concluye que las etnovariedades de yuca cultivadas por agricultores familiares en el estado de Mato Grosso tienen diversidad genética en términos de descriptores morfoagronómicos. Reúnen características deseables por los consumidores, tienen potencial para cultivos comerciales y procesamiento agroindustrial, y pue

Ano de publicação: 2021

Tipo de publicação: Artigo de periódico

Observações

1 - Por padrão são exibidas publicações dos últimos 20 anos. Para encontrar publicações mais antigas, configure o filtro ano de publicação, colocando o ano a partir do qual você deseja encontrar publicações. O filtro está na coluna da esquerda na busca acima. 

2 - Para ler algumas publicações da Embrapa (apenas as que estão em formato ePub), é necessário ter, no celular ou computador, um desses softwares gratuitos. Sistemas Android: Google Play Livros; IOS: iBooks; Windows e Linux: software Calibre.

 


Acesse outras publicações

Acesse a Base de Dados da Pesquisa Agropecuária (BDPA) para consultar o acervo completo das bibliotecas da Embrapa.