Crescimento vegetativo de limeira ácida 'TAHITI CNPMF 02' sobre porta-enxertos de citros no bioma cerrado de Mato Grosso, Brasil.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Autoria: CAVALCANTI, A. H. V.; SILVA, B. A. H. da; RONCATTO, G.; BOTELHO, S. de C. C.; OLIBONE, D.; ROMANO, M. R.

Resumo: A limeira ácida ?Tahiti? é uma das fruteiras cítricas com maior potencial de exploração econômica nas condições edafoclimáticas de Mato Grosso. O primeiro passo para se estabelecer uma citricultura comercial é a definição do porta-enxerto. Uma característica importante do porta-enxerto para a limeira ?Tahiti? é a sua resistência à gomose dos citros. Além dessa característica a citricultura moderna busca no porta-enxerto a indução de copas mais baixas e de alta eficiência produtiva. Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o crescimento vegetativo de limeira ácida, clone ?Tahiti CNPMF 02?, enxertada em 12 porta-enxertos. Os porta-enxertos foram gerados pelo Programa de Melhoramento Genético de Citros da Embrapa Mandioca e Fruticultura - PMG Citros e avaliados em Sorriso, MT. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados (DBC), quatro repetições e doze tratamentos. As parcelas foram constituídas por cinco plantas. Os dados foram submetidos à ANOVA e ao teste de agrupamento de médias de Scott-Knott à 5% de significância. Aos 3,5 anos de idade foram avaliados os seguintes caracteres: altura de planta (H), diâmetro (D) e volume da copa (V), este calculado pela fórmula V=2/3 x [(π x D/4) x H]. Os porta-enxertos foram agrupados em dois grupos de médias para as variáveis H e D, e três grupos para a variável V. As médias dos agrupamentos superiores e inferiores foram, respectivamente, 3,33 m e 2,85 m para H; 3,31 m e 3,10 m para D. O V teve agrupamentos de porta-enxertos com médias de 18,82, 17,69 e 15,09 m3. Os novos híbridos do PMG Citros, com exceção do TSKC x CTSW ? 028, se agruparam com as menores médias em todos os caracteres. Entre eles destacam-se o HTR-069 com o menor média de D (3,06 m), LVK x LCR ? 038 com a menor de V (14,33 m3) e TSKC (LCR x TR) ? 059 com a menor média de H (2,78 m). Os porta-enxertos que formaram os grupamentos superiores de médias para os caracteres H, D, V, exceto o TSKC x CTSW ? 028, são comerciais e considerados vigorosos. Os limoeiros ?cravo? ?Santa Cruz? e ?CNPMF 003? obtiveram média de altura de 3,41 m, que supera em cerca de 20% a altura do híbrido 059. Os citrandarins ?Indio? e ?San Diego? e o híbrido 028 apresentaram médias próximas às dos ?cravos? e os porta-enxertos citrumelo ?Swingle? e tangerina ?Sunki Tropical?, que formaram o agrupamento intermediário de médias para V, também se mostraram menos vigorosos para H e D na comparação com os demais porta-enxertos da classe superior.

Ano de publicação: 2021

Tipo de publicação: Anais e Proceedings de eventos

Observações

1 - Por padrão são exibidas publicações dos últimos 20 anos. Para encontrar publicações mais antigas, configure o filtro ano de publicação, colocando o ano a partir do qual você deseja encontrar publicações. O filtro está na coluna da esquerda na busca acima. 

2 - Para ler algumas publicações da Embrapa (apenas as que estão em formato ePub), é necessário ter, no celular ou computador, um desses softwares gratuitos. Sistemas Android: Google Play Livros; IOS: iBooks; Windows e Linux: software Calibre.

 


Acesse outras publicações

Acesse a Base de Dados da Pesquisa Agropecuária (BDPA) para consultar o acervo completo das bibliotecas da Embrapa.