Sistemas de produção integrados - ILPF

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: FARIA, Gabriel Rezende

Os sistemas de integração envolvem a produção de grãos, fibras, madeira, energia, leite ou carne na mesma área, em plantios em rotação, consorciação e/ou sucessão. O sistema funciona basicamente com o plantio, durante o verão, de culturas agrícolas anuais (arroz, feijão, milho, soja ou sorgo) e de árvores, associado a espécies forrageiras (braquiária ou panicum). Há várias possibilidades de combinação entre os componentes agrícola, pecuário e florestal, considerando espaço e tempo disponível, resultando em diferentes sistemas integrados, como lavoura-pecuária-floresta (ILPF), lavoura-pecuária (ILP), silvipastoril (SSP) ou agroflorestais (SAF).

Esta solução tecnológica foi desenvolvida pela Embrapa em parceria com outras instituições.

Quem ganha com isso?

O produtor é beneficiado pelo uso mais eficiente dos seus recursos, como terra, mão de obra e insumos. Beneficia-se também com a melhoria da qualidade do solo e da água, a possibilidade de redução de uso de agrotóxicos, a melhoria do ambiente produtivo de uma forma geral, além da redução da vulnerabilidade aos riscos climáticos. Os principais benefícios econômicos para os produtores são: aumento da renda com a diversificação das atividades, redução dos riscos de mercado, redução de custos no médio e longo prazo, melhoria na qualidade de vida do produtor e de sua família, entre outros.

Para a sociedade, os principais benefícios vão do melhor uso da terra à diversificação da paisagem. Além disso, a produção de alimentos simultânea à conservação do solo e da água, o aumento da oferta de alimentos de qualidade superior e de baixo custo no mercado, a redução da sazonalidade de oferta de alimentos e preços de mercado ao consumidor mais estáveis. A sociedade também é beneficiada pela adequação do uso da terra, pela proteção de nascentes e pela produção de grãos, carne, leite e madeira, preservando o ambiente.

Abrangência geográfica

A Embrapa apoia uma rede com 97 Unidades de Referencia Tecnológica distribuídas em todos os biomas brasileiros e que envolve a participação de 19 Unidades de Pesquisa da Embrapa. Os sistemas integrados têm abrangência em todo o território nacional.

Benefícios econômicos e sociais

Os benefícios econômicos são: maior produtividade das culturas anuais, da pecuária de corte ou de leite e produtos extraídos do componente florestal, redução dos custos de produção com a estabilização do sistema, maior estabilidade de renda em razão da diversificação das atividades e redução da vulnerabilidade aos riscos climáticos e às oscilações de mercado.

Os benefícios sociais compreendem: geração de empregos diretos e indiretos, aumento e distribuição melhor da renda, aplicação dos sistemas integrados em qualquer tamanho de propriedade, aumento da competitividade do agronegócio brasileiro e contribuição para a segurança alimentar do País.

Parceiros

Cooperativas, Associações, técnicos e produtores

Esta solução tecnológica foi desenvolvida pela Embrapa em parceria com outras instituições.

Sistema: Sistema integrado de produção Ano de Lançamento: 2007

Onde Encontrar:
Embrapa Pecuária Sudeste
Rodovia Washington Luiz, km 234 - Caixa Postal 339 - CEP 13560-970 - São Carlos-SP
Telefone (16)3411-5600 - Fax (16)3361-5754
http://www.embrapa.br/pecuaria-sudeste

Galeria de imagens