Raça Ovina Crioula Lanada

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: BARCELLOS, Kéke

O grupamento oriundo de raças hispânicas, predominante no Rio Grande do Sul, no início do século XX, foi identificado e conservado na Embrapa Pecuária Sul, desde os anos 80, tendo sido reconhecido como raça em 1987. As fêmeas de ovinos Crioulos têm um peso adulto em torno de 40 kg, e, na sua maioria, desmamam um cordeiro, anualmente, com peso médio entre 16 e 18 kg. Os machos são um pouco maiores, mas geralmente o peso adulto nunca supera os 50 kg. A lã produzida varia do branco ao preto, com a predominância de fibras longas e meduladas, com aplicação na confecção de algumas peças de artesanato. Em função da alta taxa de medulação presente na lã, a raça crioula lanada não compete com raças que produzem lãs naturalmente coloridas. Essa característica deve ter proporcionado o decréscimo no número de animais registrados nos últimos anos, bem como o aumento da importância percentual do rebanho de conservação no efetivo nacional. Ambos os sexos apresentam chifres com morfologia variável, numa frequência em torno de 90%, nos machos, e 10%, nas fêmeas. Pelo menos, sete classes fenotípicas foram identificadas quanto à cor da pelagem, determinadas pelos dois principais mecanismos descritos nos ovinos.

Produto: Raça animal, animal, sêmen, embrião (inclusive OGM) Ano de Lançamento: 1987

Bioma: Mata Atlântica, Pampa

Onde Encontrar:
Embrapa Pecuária Sul
Rodovia BR 153 Km 603, Vila Industrial
CEP: 96401-970 - Caixa Postal 242
Bagé, RS - Brasil
Telefone/Fax: (53) 3240-4650
E-mail: https://www.embrapa.br/fale-conosco/sac/
Site: https://www.embrapa.br/pecuaria-sul/

Galeria de imagens