Mapeamento do Extrativismo da Mangaba em Sergipe: ameaças, demandas e perspectivas

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

O mapeamento e monitoramento participativos da localização geográfica dos territórios tradicionais das catadoras de mangaba contempla o estado de conservação das mangabeiras nativas, as formas de acesso às plantas, a importância socioeconômica do fruto, os circuitos de comercialização e a identificação das ameaças e perspectivas quanto às práticas extrativistas de mangaba em Sergipe.

Os mapas (2010 e 2017) resultam dos levantamentos de dados secundários, observações, conversas informais com atores-chave (catadoras de mangaba, lideranças, agricultores, agentes de saúde e comerciantes), além de imagens de satélites para identificação das áreas naturais de mangabeiras e entrevistas com roteiros semiestruturados. Tabelas e gráficos foram compilados, facilitando a visualização e a análise participativa dos dados geográficos.

Esta solução tecnológica foi desenvolvida pela Embrapa em parceria com outras instituições.

Serviço: Monitoramento Ano de Lançamento: 2010

Bioma: Mata Atlântica

Onde Encontrar:
Embrapa Tabuleiros Costeiros
Av. Beira Mar, 3250 - Jardins
Aracaju - SE - Brasil. CEP 49025-040
E-mail: sac@embrapa.br

https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/1085370/mapa-do-extrativismo-da-mangaba-em-sergipe-situacao-atual-e-perspectivas