Zoneamento Agrícola de Risco Climático - ZARC

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

O método de Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC), desenvolvido pela Embrapa e parceiros, aplicado no Brasil oficialmente desde 1996, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, proporciona a indicação de datas ou períodos de plantio/semeadura por cultura e por município, considerando as características do clima, o tipo de solo e ciclo de cultivares, de forma a evitar que adversidades climáticas coincidam com as fases mais sensíveis das culturas, minimizando as perdas agrícolas. A tecnologia constitui-se, portanto, em uma ferramenta crucial para o apoio à tomada de decisão para o planejamento e a execução de atividades agrícolas, para políticas públicas e, notadamente, à seguridade agrícola.

A fase inicial do zoneamento agrícola foi um projeto de redução de riscos climáticos na agricultura. O projeto a princípio era uma parceria entre o MAPA e a Embrapa, por meio da Embrapa Cerrados, que progressivamente contou com a participação de outras unidades de pesquisa da Embrapa, bem como o Instituto Nacional de Meteorologia - INMET e o Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica - DNAEE (atual Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL), seguidos do Instituto Agronômico do Paraná – IAPAR, Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina - EPAGRI, Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP e o Instituto Agronômico de Campinas - IAC.

Na região dos Cerrados, onde aconteceu uma revolução agrícola baseada no cultivo de grãos, a componente climatológica é vital, com sérios problemas de déficit hídrico. Apesar de possuir totais anuais médios de precipitação pluviométrica suficiente para a maioria das culturas, a sua distribuição é concentrada em alguns meses do ano, e com coeficientes de variação superiores a 100%. Some-se a isso a alta oferta energética solar sobre a região, o que pode provocar evaporação da ordem de 8 a 9 mm/dia durante as estações chuvosas. O período de seca (menos de 60 mm de precipitação pluviométrica mensal) dura quase 6 meses, compreendido de abril a setembro, com regiões mais ao norte com período de junho a novembro.

Conforme cita o MAPA, o Zoneamento Agrícola de Risco Climático foi usado pela primeira vez na safra 1996 para a cultura do trigo. Recebe revisão anual e é publicado na forma de portarias, no Diário Oficial da União e no site do ministério. Atualmente, os estudos de zoneamentos agrícolas de risco climático já contemplam 40 culturas, sendo 15 de ciclo anual e 24 permanentes, além do zoneamento para o consórcio de milho com braquiária, alcançando 24 Unidades da Federação. Para fazer jus ao Proagro, ao Proagro Mais e à subvenção federal ao prêmio do seguro rural, o produtor deve observar as recomendações desse pacote tecnológico. Além disso, alguns agentes financeiros já estão condicionando a concessão do crédito rural ao uso do zoneamento. Vide http://www.agricultura.gov.br/politica-agricola/zoneamento-agricola/.

Na atualidade, o Zoneamento Agrícola de Risco Climático – ZARC é implementado anualmente por meio da seguinte estrutura: (i) coordenação (MAPA); (ii) metodologia (Embrapa); e (iii) aplicação (Embrapa). Os usuários diretos são os produtores e os agentes vinculados ao Programa de Garantia da Atividade Agropecuária - PROAGRO, ao Programa de Garantia da Atividade Agropecuária da Agricultura Familiar - PROAGRO MAIS e as SEGURADORAS.

Quem ganha com isso

Os produtores rurais, os gestores de políticas públicas, bem como o sistema de crédito agrícola.

Abrangência geográfica

Nacional.

Benefício econômico

Redução de custos com seguridade agrícola, redução de riscos na produção agrícola (ampliando a produtividade e a produção total das culturas), racionalização na caracterização de aptidão agrícola em escala municipal.

Parceiros

Embrapa, MAPA, INMET, DNAEE (atual ANEEL), IAPAR (PR), EPAGRI (SC), UNICAMP (SP) e IAC (SP).

Esta solução tecnológica foi desenvolvida pela Embrapa em parceria com outras instituições.

Metodologia: Metodologia Ano de Lançamento: 1995

Bioma: Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pampa, Pantanal

Onde Encontrar:
Embrapa Cerrados
BR 020 Km 18
Planaltina, DF - Brasil - CEP 73310-970
Caixa Postal: 08223
Fone: (61) 3388-9898 - Fax: (61) 3388-9879

Embrapa Informática Agropecuária
Av. André Tosello, 209
Campus da Unicamp - Barão Geraldo
Cep: 13.083-886
Campinas, - SP / Telefone: (19) 3211-5700
http://www.embrapa.br/informatica-agropecuaria