Agritempo

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: FURUKAWA, Neide Makiko

O Agritempo é um sistema de monitoramento climatológico e meteorológico que produz e permite o acesso, via internet, a boletins e mapas com informações sobre estiagem agrícola, precipitação acumulada, tratamentos fitossanitários, necessidade de irrigação, condições de manejo do solo e de aplicação de defensivos agrícolas. Estas informações ajudam a todos os envolvidos em atividades agrícolas a minimizar seus riscos em seus empreendimentos.
Estudos mostravam que grande parte das perdas agrícolas ocorria devido a dois principais fatores: seca durante o estágio reprodutivo das plantas, e chuvas em excesso durante a colheita, além disso, a agricultura é altamente influenciada pelas condições climáticas e meteorológicas, e o conhecimento dessas condições é fundamental para este setor. Com o intuito de minimizar as perdas devido aos riscos climáticos, o Governo Federal patrocinou pesquisas e implantou um programa de zoneamento agrícola a partir de 1996. Com o objetivo de monitorar o zoneamento agrícola foi desenvolvido em 2002 e disponibilizado em 2003, via web, o Sistema de Monitoramento Agrometeorológico - Agritempo, que permite acessar gratuitamente, informações agrometeorológicas de elevado interesse para a agricultura
Criação de um Sistema de Monitoramento Agrometeorológico, mobilizando uma rede colaborativa de cerca de 40 instituições envolvendo intercâmbio de dados meteorológicos, ações de pesquisa em agrometeorologia, geração de novas tecnologias como módulos e funcionalidades do sistema e disponibilização de informações como estudos e publicações científicas.

Quem ganha com isso?
Secretarias de Agricultura e Casas de Agricultura de vários municípios, as cooperativas e os agricultores, as instituições privadas do agronegócio, as instituições de pesquisa e ensino, e os meios de comunicação como jornais regionais e estaduais por intermédio do fornecimento de boletins específicos.
A principal inovação de processo oferecida pelo Agritempo se refere à automação de tarefas, permitida pelo uso de TICs, tornando o sistema totalmente automático e independente de ação humana. Todo o processo de recebimento de dados, sua incorporação na base de dados, a construção de mapas ocorre automaticamente utilizando-se do software Surfer e atualmente o software R. Isto proporciona maior rapidez e precisão e oferece mais qualidade à própria base de dados uma vez que o sistema efetua automaticamente alguns testes nas variáveis coletadas1. Os boletins agrometeorológicos regionais e nacionais também são gerados automaticamente pelo sistema.Desta maneira, com a inserção de dados facilitada, o sistema organiza e administra um conjunto de mais de 1400 estações meteorológicas (mecânicas e automáticas) que está se expandindo cada vez mais.

Abrangência geográfica
Somente em 2015 o número total de acessos ao Agritempo foi de 227.827 sendo esse o principal indicador utilizado para a análise dos Impactos Econômicos da tecnologia. Esses números de acesso foram obtidos através do site do Google Analytics. Considerando os acessos dos 10 primeiros países o Brasil representou 91,87%, seguido dos Estados Unidos com 3,59%, depois China, Alemanha, Argentina, Japão, Rússia, Reino Unido e Itália

Benefícios econômicos
De acordo com Relatório de Impactos do Sistema Agritempo de 2015 e considerando os dados de custos de pesquisa/desenvolvimento/transferência de tecnologia e benefícios, no período de 2002 a 2015, a Taxa Interna de Retorno foi de 23,1% em 2015 (taxa que visa determinar a rentabilidade de um investimento ou projeto), a relação Benefício/Custo foi de 2,61 e o Valor Presente Líquido estimado em R$ 3,5 milhões.

Parceiros
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Instituto Nacional de Meteorologia (INMET); Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura – Cepagri / Unicamp: Faculdade de Engenharia Agrícola – Feagri/Unicamp; e Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE)

Esta solução tecnológica foi desenvolvida pela Embrapa em parceria com outras instituições.

Serviço: Serviço web Ano de Lançamento: 2002

Bioma: Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pampa, Pantanal

Onde Encontrar:
http://www.agritempo.gov.br

Embrapa Informática Agropecuária
Av. André Tosello, 209
Campus da Unicamp - Barão Geraldo
Cep: 13.083-886
Campinas, - SP / Telefone: (19) 3211-5700
http://www.embrapa.br/informatica-agropecuaria

Galeria de imagens