Cultivar de açaizeiro BRS Pará

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: MARTINS, Fábio Sian

A Embrapa Amazônia Oriental iniciou nos anos 1980 programa de pesquisas envolvendo genética e melhoramento de açaí, que resultou na criação da cultivar de açaizeiro “BRS Pará”, lançada em 2005, e que começou a ser utilizada na expansão das áreas cultivadas em terra firme, a partir desse ano.

Na década de 1990, o açaí começou a apresentar expressivo crescimento de mercado local e, principalmente, nacional e internacional. O aumento da demanda implicou na expansão do cultivo em novas áreas, porém as sementes existentes na época eram de baixo potencial produtivo.

A primeira cultivar de açaizeiro apresenta produção de frutos precoce, com a primeira frutificação aos três anos após o plantio; produtividade estimada em torno de 10 t/ha/ano, a partir do 8º ano de plantio e; rendimento de polpa variando de 15 a 25% - os dois últimos indicadores superam o que é registrado no sistema tradicional.

Quem ganha com isso: Produtores agrícolas, agroindústrias e consumidores

Benefícios econômicos e sociais: Benefício econômico gerado pela adoção da tecnologia é estimado em R$36,14 milhões (70% desse valor são atribuídos à Embrapa e 30% aos parceiros).

Estima-se que foram acrescentados 3.875 postos de trabalho com a adoção da tecnologia ao longo da cadeia produtiva, além de gerar efeito positivo na renda, proporcionando maior segurança e estabilidade ao produtor, além de segurança alimentar.

Comparada com o material nativo, a cultivar BRS Pará possui como principais vantagens a maior produtividade; maior facilidade para a obtenção de créditos; e aumento da oferta na entressafra, quando manejado.

Com base nas quantidades de sementes e mudas comercializadas, estima-se que, em 2015, exista aproximadamente 34,3 mil ha da cultivar BRS Pará implantados em diversos estados - em 2005 a área de adoção mal chegava a 281 ha - uma expansão mais de cem vezes maior das áreas implantadas com a tecnologia em dez anos. Desse total, 29,9 mil ha, que foram implantados no período de 2005 a 2011, estavam em fase de produção em 2015. A área restante, implantada a partir de 2012, encontra-se em fase de desenvolvimento, sem ocorrer produção ou com produção incipiente.

Parceiros

A participação complementar decorre das ações de apoio financeiro de instituições como a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) e Fapespa, de produtores que apoiaram ações de consolidação da pesquisa e de associação de produtores, da Emater e de outras instituições de transferência de tecnologia, no processo de difusão junto aos produtores rurais.

Produto: Cultivar Ano de Lançamento: 2005

Bioma: Amazônia

Onde Encontrar:
Amazonflora
Responsável: Antônio Pantoja
BR316 km15 Cidade: Marituba
UF: PA Telefone: (91) 3236-1680
E-mail: amazonflora@amazonflora.com.br

Galeria de imagens