Histórico

Criada em 1975, junto com a fundação da Embrapa Cerrados, a Biblioteca sempre esteve à disposição dos empregados da Embrapa Cerrados bem como da comunidade, principalmente da comunidade de Planaltina (DF), à época carente de espaços para estudo.

Em seus primeiros anos, a Biblioteca da Embrapa Cerrados não tinha um espaço criado especialmente para ela, funcionando de forma provisória no antigo prédio da Área de Comunicação e Negósios (ACN), depois na área administrativa, sendo transferida para sua sede atual em 1984. 

Em 1991, a Biblioteca passou a informatizar seus processos, adotando o sistema Ainfo, mas já em 1977 foi a primeira biblioteca da Embrapa a ter a catalogação automatizada, utilizando o Sistema Cainac – Catalogação e Indexação Nacional, adaptado da National Agricultural Library dos Estados Unidos. Em 2004, foi criada a Biblioteca Eletrônica, depositária das publicações técnico-científicas da Embrapa Cerrados. As publicações podem ser baixadas livremente de forma gratuita.

A Biblioteca possui uma seção de obras antigas, totalmente catalogada, onde se encontram obras datadas desde o século XVIII. Possui também uma seção dedicada ao Bioma Cerrado, com mais de 8 mil documentos sobre o tema.

Em 2009, a Biblioteca passou por uma grande reforma. O antigo piso de Paviflex foi substituído por granito e seu layout também foi mudado.

Durante a sua história, a Biblioteca contou com a colaboração de diversas bibliotecárias, como: Daui Correa, Hozana Álvares de Oliveira, Maria Alice Bianchi, Maria Ferreira de Melo (in memorian), Maria Tereza Machado Teles Walter, Marynice de Medeiros Mattos, Rosângela Lacerda de Castro, Rose Mery Juliano Longo, Suzana Sperry, Zenaide Paiva do Rego, Marilaine Schaun Pelufê e Maria Elisabeth Salviati.