Publicações

Características edáficas relacionadas à produção de um povoamente de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Kuntze.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Autoria: SANTOS, W. C.; ROSOT, N. C.; ROSOT, M. A. D.

Resumo: Este trabalho teve por objetivo estudar a influência dos fatores edáficos na produção de 12 procedências de Araucaria angustifolia (pinheiro-do-paraná) na Estação Experimental de Rio Negro da Universidade Federal do Paraná (UFPR). O experimento consiste em 36 parcelas de aproximadamente 550 m² cada, instaladas em blocos ao acaso, com 3 repetições para cada procedência. Foram feitas avaliações de diâmetro à altura do peito (DAP), altura dominante (Hdom), área basal (G/ha) e volume por hectare (V/ha) de 24 árvores distribuídas em todas as classes diamétricas, e analisados a profundidade e os atributos físicos e químicos de solo. Constatou-se que a diferença de produtividade está ligada aos fatores edáficos e não às procedências testadas. Assim, foi necessário agrupar as parcelas em classes homogêneas de solo, usando as ferramentas estatísticas multivariadas de análise de agrupamento e discriminante. Foram determinados cinco grupos de parcelas com classes semelhantes de solo, sendo que a variável ?profundidade? apresentou o melhor valor discriminante. Analisando a relação entre os grupos de solos formados e os valores dendrométricos Hdom, G/ha e V/ha, pôde-se verificar que para Hdom não existiram diferenças significativas entre os grupos de solos, e que apenas um grupo apresentou valores significativamente inferiores aos demais para G/ha e V/ha. Dessa forma, constatou-se que, no experimento, há dois sítios distintos, e a profundidade maior ou menor que um metro de solo define em qual sítio cada parcela está contida.

Ano de publicação: 2010

Tipo de publicação: Artigo de periódico