Pesquisa e Desenvolvimento

A fim de propor soluções aos desafios científicos e tecnológicos que se apresentam, a Embrapa Clima Temperado organiza-se mediante estratégias definidas por equipes técnicas, reunidas de acordo com a natureza da demanda (áreas e especialidades envolvidas), sob liderança da Chefia Adjunta de Pesquisa e Desenvolvimento e mediante assessoria do Comitê Técnico Interno (CTI) e do Núcleo de Apoio à Programação (NAP). As demandas são reconhecidas, as competências necessárias identificadas, lideranças são definidas e as propostas são estruturadas.
 
Visando qualificar a atuação da Unidade perante os complexos desafios que se colocam para a Embrapa e mediante um cenário de reestruturação interno, especialmente, no que se refere ao planejamento estratégico das UDs, a Embrapa Clima Temperado está implementando grupos de pesquisa e estruturando uma agenda institucional visando o planejamento estratégico para atender às demandas da sociedade.
 
A organização das equipes por temas permite a discussão com maior profundidade de assuntos sensíveis à atuação da Unidade e, por conseguinte, a identificação de oportunidades de PD&I de forma mais ágil e precisa. Além disso, a constituição de grupos de pesquisa deverá contribuir para que as equipes identifiquem com maior clareza as interações (interdisciplinaridade e transversalidade) e a necessidade de agregar competências, qualificando a construção de propostas.
 
A integração deve, a priori, ser orientada por temas como a agroenergia, a produção de frutas e hortaliças, a produção de leite e derivados, a agricultura familiar e a agroecologia, os sistemas de produção de grãos em terras baixas, produção de insumos alternativos, o uso de recursos naturais e o planejamento ambiental, entre outros.
 

Galeria de Imagens