LINHAS DE ATUAÇÃO


Os quatro Eixos de PD&I cruzam-se às Linhas de atuação da Unidade, que correspondem às seis plataformas sobre as quais parques industriais de biorrefinarias vêm se organizando. Segue abaixo as seis plataformas que a Embrapa Agroenergia vem atuando na área de pesquisa.

 






 

Processamento industrial, principalmente por vias fermentativas, de açúcares de 5 e 6 carbonos derivados de sacarose, amido ou celulose/hemicelulose. Voltada para produção de álcoois, principalmente etanol, aminoácidos, enzimas, ácidos orgânicos, polímeros, dentre outros.

 

Processamento industrial de óleos vegetais (oleoquímica) para produção de biodiesel, surfactantes para sabões, detergentes e produtos para higiene pessoal, glicerina, dentre outros.  

 

Plataforma industrial emergente baseada no cultivo e aproveitamento da biomassa algal para produção de suplementos alimentares, pigmentos, óleos especiais, gelificantes, dentre outros.

 

Plataforma industrial emergente que visa agregar valor à lignina derivada da indústria de papel e celulose e biorrefinarias de lignocelulose. Baseia-se na conversão da lignina em compostos com aplicações para produção de polímeros, adesivos, compósitos, agentes preservantes, dentre outros.

 

Processamento de matéria orgânica com alto teor de umidade por meio de biodigestão anaeróbica. Permite o aproveitamento de resíduos para a geração de energia (metano), químicos (gás de síntese) e fertilizantes.

 

Plataforma industrial emergente baseada na conversão termoquímica de biomassa em intermediários como bio-óleo ou gás de síntese (Syngas). Estes intermediários servem como matéria-prima para produtos químicos, biocombustíveis e materiais renováveis.