Processos de remoção de inibidores de fermentação em licores de Biomassa Lignocelulósica

 

 

 

 Sumário gráfico

 

 Panorama da
 Tecnologia

 

Licores de pré-tratamento de biomassa lignocelulósica constituem uma fração rica em açúcares do tipo C5. No entanto, de acordo com a severidade do processo de pré-tratamento, inibidores da etapa de fermentação podem ser gerados em alta concentração e inviabilizar os processos subsequentes de conversão microbiana dos açúcares C5 em outros químicos de valor agregado e/ou em etanol. Para garantir a remoção dos inibidores, bem como realizar a pré-concentração dos açúcares, processos de separação podem ser usados para remover os compostos fenólicos e furanoaldeídos presentes em amostras de licores. O processo de separação emprega colunas com fase estacionária polimérica/hidrofóbica regenerável e faz uso de solventes quimicamente limpos, como água e etanol.

 

 Vantagens e  Diferenciais
 da Tecnologia

 

- Alta especificidade na separação de compostos com características hidrofílicas (açúcares) e hidrofóbicas (furanoaldeídos e compostos fenólicos);

- Emprega solventes com baixo impacto ambiental. Ex.: etanol e água;

- Fase estacionária é regenerável, ao contrário do que ocorre com os processos de remoção de inibidores fermentativos por carvão ativo;

- Processo de separação pode ser escalonado.

 

 

 Aplicações

 

Remoção de inibidores de fermentação para viabilização do uso da fração C5 do licor lignocelulósico em processos de bioconversão.

 

 

 

 Estágio de
 desenvolvimento

 

 Oportunidades para
 transferência de  tecnologia

 

- Cooperação Técnico-Científica (co-desenvolvimento)

- Incubação de Empresas de Base Tecnológica e geração de spin-offs/start-ups

 

 Responsável

 

Clenilson Martins Rodrigues