Laboratório

Multiusuário de Química e Produtos Naturais

 

 

A química de produtos naturais apresenta vínculo direto com a valorização da biodiversidade e se relaciona com diversas áreas do conhecimento.  É um campo da ciência que permite a descoberta de novas moléculas bioativas, o mapeamento genético de espécies produtoras de princípios ativos, além da produção orgânica de alimentos funcionais e de plantas medicinais.

Produtos de alto valor agregado dependem da química de produtos naturais em seus processos de concepção e produção, como fitoterápicos, fármacos, pesticidas, fragrâncias, aromas, cosméticos, pigmentos naturais, embalagens biodegradáveis e muitos outros.

O Laboratório Multiusuário de Química de Produtos Naturais tem como objetivo potencializar o aproveitamento dos recursos naturais brasileiros. Por meio de uma estrutura de equipamentos e de recursos humanos altamente especializados, o laboratório apresenta capacidade de extrair princípios ativos por diversos métodos, de realizar análises complexas, desenvolver produtos e de formar pessoal especializado.

Um de seus diferencias é o formato de gestão nos moldes do atendimento multiusuário, que permite a democratização de recursos com parceiros de todas as regiões do País.
Para sua implantação a Embrapa contou com recursos do PAC Embrapa, de emendas parlamentares e do próprio orçamento da empresa oriundo do Tesouro Nacional.

INFRAESTRUTURA

O Laboratório Multiusuário de Química de Produtos Naturais dispõe de infraestrutura de 850 m² destinada à extração, fracionamento, isolamento, quantificação e identificação de compostos químicos naturais e sintéticos. É dotado de equipamentos de alta performance, entre os quais cromatógrafos líquido e gasoso, ressonância magnética nuclear, espectrômetro de massa e na região do infravermelho. A estrutura conta, ainda, com uma planta piloto de extração e purificação de compostos voláteis.  

POTENCIAL DE CONTRIBUIÇÃO

Demandas relacionadas a projetos de pesquisa, de desenvolvimento ou de inovações tecnológicas locais, regionais e nacionais, incluindo treinamentos, envolvendo pessoal técnico da Embrapa ou de parcerias externas.

LINHAS DE ATUÇÃO:

  • Caracterização e elucidação estrutural de novos princípios ativos;
  • Mapeamento genético e desenvolvimento de sistemas de produção de matérias-primas bioativas;
  • Desenvolvimento de projetos de PD&I com empresas privadas;
  • Intercâmbio de conhecimentos visando agregar expertises e otimizar competências adquiridas em quimíca de produtos naturais;
  • Verificação da autenticidade de espécies bioativas comercializadas pelo Brasil;
  • Interação com outros laboratórios;
  • Desenvolvimento de novos produtos e/ou processos tecnológicos;
  • Geração de soluções tecnológicas para a utilização racional e sustentável da biodiversidade.

 

Projetos

L

 

 

Publicações