·         Nome cientifico: Erisma uncinatum

·         Nome popular: Cedrinho; quarubarana

·         Ciclo de vida: médio

·         Classificação cientifica

o   Classe: Dicotiledônea

o   Família:Vochysiaceae

o   Gênero:

Personagem Téo da cartilha "Uma aula no Sítio Tecnológico da Embrapa"

Ocorrência: Região Amazônica, na floresta pluvial de terra firme. É particularmente freqüente no Estado do Amazonas . Planta Perenefólias, Heliófita até Ciófita, seletiva Xerófita, secundária, característica e exclusiva da floresta pluvial Amazônica de terra firme, onde ocorre com frequência moderada e com dispersão descontínua e bastante irregular ao longo de sua vasta área de distribuição. Ocorre preferencialmente no interior das matas primária e secundária de terrenos elevados (beira de encostas e topo de morros), onde o solo é argiloso ou pedregoso, porém bem drenados e geralmente de média fertilidade natural. Produz anualmente moderada quantidade de sementes viáveis, dispersas a curta distância pela ação do vento

Texto geral da espécie: Altura de 7-18 m, dotada de copa globosa ampla, com ramos novos angulosos e revestidos por tomento de cor cinza.. Tronco ereto e muito ramificado desde a base, de 40-70 cm de diâmetro, com casca rugosa fissurada e descamante através de placas estreitas e compridas. Folhas simples, inteiras, opostas ou ternadas, discolores, de bordos lisos, com nervuras bem visíveis em ambas as faces, coriáceas, glabras e brilhantes na face superior e curto-tomentosas na inferior, de 12-24 cm de comprimento por 5-7 cm de largura, sobre pecíolo glabro de 8-14 mm de comprimento de comprimento. Inflorescências em panículas terminais, de 8-16 cm de comprimento, com poucas flores de cor azul. Fruto sâmara, provida de longa asa, de 8-11 cm de comprimento. Moderadamente pesada (densidade 0,75 g/cm3), macia, textura média, grã revessa, medianamente resistente e pouco durável

Utilidade: A árvore é bastante ornamental quando em flor, possuindo potencial para uso na arborização paisagística. Também indicada para reflorestamentos heterogêneos destinados a recuperação ou enriquecimento da vegetação de áreas degradadas

Personagem Téo da cartilha "Uma aula no Sítio Tecnológico da Embrapa"Período de florescimento: Floresce de maneira exuberante durante os meses de agosto- outubro. Os frutos amadurecem de fevereiro a abril

 

·         Sementes e mudas

o   Obtenção de sementes: Colher os frutos diretamente da árvore quando iniciarem a queda espontânea ou recolhê-los no chão após a queda. Os frutos assim obtidos já podem ser considerados, para fins de semeadura, como "sementes", uma vez que a remoção da verdadeira semente é bastante difícil. Um kg de frutos contém aproximadamente 550 unidades

o   Produção de mudas: Colocar as sementes (frutos) para germinação logo que colhidas em canteiros semi-sombreados contendo substrato organo-arenoso. Em seguida cobri-las com uma camada de 1 cm do substrato peneirado e irrigar duas vezes ao dia. A emergência ocorre em 40-60 dias e a taxa de germinação geralmente é menor que 50%. Ainda não dispomos de informação sobre seu desenvolvimento