Uma excelente opção para a rotação, e é uma ótima indicação para sucessão cultural, ou seja, para um plantio seguido de outro, pois a decomposição da sua palhada proporciona a ciclagem dos nutrientes absorvidos em camadas mais profundas de solo. Essa ação beneficia o desenvolvimento e o estado nutricional das culturas de sucessão.

Girassol

Na região central do Brasil, nos Estados de Mato Grosso, Goiás e Mato Grosso do Sul, caracterizada por invernos menos rigorosos, porém mais secos, o girassol é cultivado após a colheita da soja, na segunda safra, semeada no mês de fevereiro e no início do mês de março, pela sua capacidade de desenvolvimento radicular e mecanismos de tolerância a estresses hídricos, bem como pela qualidade dos grãos, quando colhidos no período seco. Seu ciclo, desde a germinação até a colheita pode variar de 100 a 110 dias, aproximadamente.

O girassol é uma cultura pode ser cultivada desde o Rio Grande do Sul até o Estado de Roraima.

As cultivares da Embrapa foram desenvolvidas e adaptadas especialmente para as condições de clima e solo brasileiros, com maior tolerância à seca, ao frio e ao calor, quando comparadas com a maioria das espécies cultivadas no País.

Mais informações: www.embrapa/br