29/05/14 |

Cientistas por um dia nas escolas do DF

Enter multiple e-mails separated by comma.

Photo: Daniela Collares

Daniela Collares - Alunos da escola pública CEF 12 de Ceilândia junto com técnicos da Embrapa Agroenergia e da Ubrabio produzem biodiesel

Alunos da escola pública CEF 12 de Ceilândia junto com técnicos da Embrapa Agroenergia e da Ubrabio produzem biodiesel

(Brasília, 29 de maio de 2014) Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.  De acordo com a frase do pai da química, Antoine Lavoisier, podemos aproveitar tudo que se tem na natureza, certo? Podemos aproveitar, por exemplo, óleo de soja, milho, dendê e até mesmo de cozinha para fazer biodiesel. O nome do processo de conversão do óleo vegetal em biodiesel é chamado de transesterificação.  A palavra é difícil, mas o processo é fácil. Tão simples que cerca de 400 alunos da Escola CEF 12 de Ceilândia participaram no dia 15/05, do procedimento e puderam brincar de "fazer" o biocombustível. Óleo vegetal, etanol, catalisador e mãos à obra. Além da parte prática, na Exposição Cientista Por Um Dia, da Embrapa Agroenergia, são ministradas palestras que têm por objetivo apresentar a energia renovável e destacar a produção de biodiesel a partir de outras matérias-primas, além da soja, como o óleo de fritura. 
No dia seguinte (16), foi a vez dos alunos do 9º ano do Colégio Militar de Brasília (CMB). Nesta escola, já participaram da ação 450 alunos de 6º, 7º e 8º ano do ensino fundamental. Nesta semana (28, 29/05) e na próxima terça-feira (03/06), os cientistas da vez serão os alunos do Colégio Sigma da Asa Sul. A exposição também será levada para o Supremo Tribunal Federal (STF), na quarta-feira (04/06) e, em 06/06 passa pela Universidade de Brasília - Campus Gama e no dia 07/06 o Condomínio Ville Montagne
Na edição de 2014, o biodiesel, a partir de óleo de fritura é o tema que vem sendo trabalhado com os alunos na exposição "Cientista por um Dia" no projeto de divulgação MOVER – Meu Óleo Vira Energia Renovável -, uma parceria da Embrapa Agroenergia, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (CAESB) e a União Brasileira de Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio).  Para que a campanha MOVER tenha sucesso, é necessária a parceria com as instituições de ensino, diz o Chefe-Geral da Embrapa Agroenergia, Manoel Souza. A proposta é que os alunos sejam os multiplicadores da campanha, que tem por objetivo a conscientização da população do DF de não jogar óleo de fritura na pia e, sim, armazená-lo em garrafas e entregá-las nos pontos de coleta. Assim, todos estarão ajudando o meio ambiente e a produção de energia renovável (biodiesel).  Neste ano, desde abril, já foram atendidos em torno de 800 alunos. 
As iniciativas de divulgação mais dinâmicas com as instituições de ensino em que os alunos podem interagir com o material de pesquisa exposto são mais eficientes. Além da conscientização, os estudantes também adquirem conhecimento na área química e visualizam onde os conceitos aprendidos em sala de aula são aplicados.  A professora de Ciências do CEF 12, Patrícia Prates, ressaltou que foi muito importante a realização da Exposição na Escola. "Ainda não temos laboratório na Escola, e os alunos puderam visualizar tudo o que a gente fala na sala de aula. Depois dessa prática é mais fácil eles conseguirem fixar o conteúdo", disse. O aluno do 9º Igor Demétrio, foi um dos alunos selecionados para a prática.  "Fui muito legal fazer o biodiesel"
O diretor da Ubrabio, Sergio Beltrão, é palestrante no projeto e comenta. "Mostramos aos alunos que todos nós precisamos de energia, seja para brincar, praticar esporte, fabricar produtos, mover os carros, caminhões, etc. Mas essa energia deve ser a menos prejudicial à saúde humana e ao meio ambiente, como os biocombustíveis: que além do etanol, mais conhecido e usado nos carros e feito a partir da cana-de-açúcar, o biodiesel que é usado misturado com o diesel em caminhões, tratores e caminhonetes. Também mostramos que, enquanto as plantas crescem, absorvem o gás carbônico, o que não acontece com os produtos derivados de petróleo, como a gasolina e o diesel", explicou.  
As escolas, públicas ou privadas, que tenham interesse em participar podem entrar em contato com o Núcleo de Comunicação Organizacional pelo e-mail agroenergia.eventos@embrapa.br, ou pelo telefone 61 – 3448 1581. 
 
Embrapa Agroenergia: da biomassa à energia
Jornalista responsável:
Daniela Garcia Collares (MTb/114/01 RR)
E-mail: agroenergia.imprensa@embrapa.br 
Tel: (61) 3448 1581 
Estagiária: Priscila Botelho
 

Vivian Chies (42.643/SP)
Embrapa Agroenergia

Phone number: (61)3448-2264

Further information on the topic
Citizen Attention Service (SAC)
www.embrapa.br/contact-us/sac/