25/07/14 |   Plant production

Projeto Plantwise capacita primeiros clínicos de plantas em Mato Grosso

Enter multiple e-mails separated by comma.

Photo: Fernanda Herrmann

Fernanda Herrmann -

Seis municípios de Mato Grosso já contam com clínicos de plantas capacitados pelo projeto Plantwise, desenvolvido pelo Centro Internacional de Biociência Agrícola (CABI, sigla em inglês) em parceria com a Embrapa. Para isso, técnicos de Alta Floresta, Sinop, Sorriso, Cáceres, Várzea Grande e Campo Verde participaram de dois módulos do treinamento que foram realizados durante esta semana em Sinop.

A capacitação faz parte de uma cooperação internacional que visa formar clínicos de plantas, ou seja, pessoas com competência para diagnosticar diferentes aspectos fitossanitários que acometem as lavouras, como doenças, pragas e distúrbios fisiológicos.

Este projeto já vem sendo desenvolvido em 19 países e a experiência mato-grossense é inédita no Brasil. A ideia é de que cada técnico faça parte da rede local de suporte aos produtores. Neste primeiro momento, a cadeia produtiva da olericultura foi escolhida para ser o piloto.

 "É montada uma estrutura simples para diagnose visual e todos os municípios selecionados possuem o amparo de um laboratório de recorrência, para o caso de não ser possível realizar o diagnóstico visualmente", explica o pesquisador da Embrapa Agrossilvipastoril Flávio Fernandes Júnior.

Nesta semana, os técnicos que já haviam sido capacitados sobre métodos de diagnose, receberam informações sobre recomendações de manejo e sobre a atuação do clínico em termos de documentação e registro de ocorrências para alimentação do banco de dados mundial do projeto Plantwise.

Para o agrônomo da prefeitura de Sorriso Paulo Henrique de Oliveira Veloso a formação foi importante para organizar as informações. Porém ele acredita que a metodologia ensinada terá de ser adaptada às condições locais.

"Vamos ter de adaptar isso à nossa realidade. Teremos de determinar um dia para receber o produtor com suas dúvidas. Hoje esta não é nossa realidade, pois o produtor não vai atrás de técnico. O técnico é que vai atrás do produtor. Ele te liga, te chama, mas quer que você vá lá na propriedade dele", diz.

Paulo Henrique ainda salienta a importância da formação da rede de profissionais e de laboratórios, o que possibilitará maior troca de experiências e informações, além de uma assistência mais precisa aos produtores.

As clínicas de plantas dos municípios funcionarão nos escritórios da Empaer ou nas secretarias de agricultura e terão suporte de universidades.

Cabi

O CABI é uma organização sem fins lucrativos, de desenvolvimento e informação fundamentados na ciência, cuja missão é orientada por seus 48 países-membros. Possui 11 centros ao redor do mundo, com cerca de 400 funcionários. Entre as ações estão publicações científicas, projetos de desenvolvimento e pesquisa, transferência de tecnologia e serviços microbianos.

Gabriel Faria (mtb 15.624/MG JP)
Embrapa Agrossilvipastoril

Press inquiries

Phone number: (66) 3211-4227

Further information on the topic
Citizen Attention Service (SAC)
www.embrapa.br/contact-us/sac/

Find more news on:

plantwisecabiclinico-de-planta