Laboratório de Ciência e Tecnologia de Alimentos

No Laboratório de Ciência e Tecnologia de Alimentos (LCTA), diversas matérias primas (mandioca, café, maracujá, manga, quinoa) são estudadas com a finalidade de identificar plantas com maior potencial nutritivo, aumentar a vida útil pós-colheita e agregação de valor. Os estudos contribuem com os dados agronômicos para o lançamento de cultivares.

Os pesquisadores colaboram em projetos de pesquisa das unidades da Embrapa, universidades e empresas de assistência técnica rural, desenvolvendo também ações para a produção de alimentos seguros processados e minimamente processados junto a produtores da agricultura familiar em suas localidades.

O Laboratório de Tecnologia de Alimentos é divido nas seguintes subáreas:

Microbiologia de alimentos
A subárea Microbiologia de Alimentos conta com equipamentos e procedimentos analíticos para a realização de estudos de identificação e quantificação de microrganismos deteriorantes para determinar a vida útil e verificar a segurança de alimentos ao consumo.

Química de alimentos
A subárea Química de Alimentos possui equipamentos e procedimentos analíticos para a quantificação de compostos nutricionais e funcionais (fibra alimentar solúvel, fibra alimentar insolúvel, fenólicos totais, flavonoides, taninos, atividade antioxidante, gordura total, proteína, vitamina C, carotenoides totais, e outras análises de qualidade de alimentos).

Físico-Química
Na subárea Físico-Química são realizadas as análises de umidade, cinzas, acidez, sólidos solúveis, pH, atividade de água. A subárea também conta com equipamentos como texturômetro e colorímetro para a determinação das características de textura e cor de frutos em diversos estádios de maturação e de outros produtos processados.

Pós-colheita
A ciência pós-colheita estuda a conservação de alimentos in natura em variadas condições de temperatura, umidade, tipo de embalagem, etc, para aumento de sua vida útil, e assim redução das perdas. A subárea conta com quatro câmaras de refrigeração e com freezers de ultracongelamento (-80 0C) para a manutenção das propriedades nutricionais dos alimentos durante o armazenamento congelado.

Processamento de alimentos
Na subárea de Processamento de Alimentos as matérias primas são preparadas para o armazenamento congelado ou refrigerado para os posteriores estudos. Além disso, é realizado o processamento mínimo de frutos, raízes e tubérculos.

Análise sensorial
Além das análises químicas e microbiológicas, o estudo das percepções sensoriais é importante para a avaliação da qualidade de consumo de um alimento. A subárea de Análise sensorial é equipada para minimizar as influências externas no momento de utilização, por parte dos provadores, dos cinco sentidos para a avaliação de alimentos quanto ao aroma, sabor, textura, crocância e aspecto físico.

Equipe:

Pesquisadores:

Ana Maria Costa – Engenheira Agrônoma, Doutora em Biotecnologia
Herbert Cavalcante de Lima – Engenheiro Agrônomo, Doutor em Ciências dos Alimentos
Maria Madalena Rinaldi – Engenheira Agrônoma, Doutora em Ciência e Tecnologia Pós-Colheita
Sonia Maria Costa Celestino – Engenheira Química, Doutora em Enzimologia

Apoio:

Daniela Andrade Faria – Técnica
Márcio Luiz Gonçalves – Assistente

(61) 3388- 9915