Início       Biblioteca Multimídia      Pesquise!       Ações Educativas      Conheça a Embrapa    Fale conosco

Pragas e doenças agrícolas

Cenário Pragas e Doenças Agrícolas
Back

Livre-se dos borrachudos!

Os borrachudos são pequenos insetos, com tamanho de 1 a 4 milímetros, que se criam em águas em movimento. Suas picadas podem causar desconforto, alergias e transmitir doenças.

Um pé com picadas

Como se criam os borrachudos

Para nascer e crescer, os barrachudos precisam de água em movimento, ou seja, de água corrente.

A fêmea põe seus ovos fixando-os em qualquer coisa que esteja dentro da água, como pedras, capim, madeira, plástico ou latas. Dos ovos nascem, em quatro dias, os filhotes dos do borrachudo, que são as "larvas".

Essas larvas se alimentam, até os seus 21 dias de vida, de restos orgânicos dissolvidos na água, tais como esterco, fezes humanas, restos de cozinha e de vegetais. Depois disso, elas tecem um casulo, e, dentro dele, transformam-se em "pupas".

Dai a 5 dias, e então já na "forma adulta", os borrachudos saem da água com a ajuda de uma bolha de ar.

A imagem mostra a evolução de um borrachudo.

E você sabia que somente os borrachudos fêmeas se alimentam de sangue? É que o sangue ajuda no desenvolvimento dos ovos. Os machos, e também as fêmeas também, alimentam-se de néctares de flores e de seivas das plantas.

Imagem de um terreno com lixo

 

Como controlar o borrachudo

  • Não lance, em riachos e rios, esterco, fezes  humanas e água usada de cozinha.
  • Mantenha riachos e rios livres de qualquer lixo. Retire, ou peça a algum adulto que retire deles,  galhos, troncos e outros entulhos que tenham caído na água.
  • Proteja as matas das margens de riachos e de rios; pois elas abrigam pássaros e insetos que se alimentam dos borrachudos. Refloreste onde já foi desmatado.
  • Faça compostagem: enterre ou queime carcaças de animais e restos de parição.
  • Preserve os inimigos naturais dos borrachudos, como, por exemplo, os peixes, os sapos e as libélulas.

 

Proteja-se contra o borrachudo

  • Prefira as roupas de algodão fino e de mangas compridas.
  • Use telas de proteção em portas e janelas da casa.
  • Use repelentes, ou cremes perfumados, nas partes descobertas do corpo, como as mãos, as pernas e os pés.

 

Fonte: Embrapa Suínos e Aves