Skip to Content

Como plantar alho | voltar ao início


Autores: Francisco Vilela Resende, Lenita Lima Haber e Jadir Borges Pinheiro 

Culturas e época de plantio

A produção de alho no Brasil é dividida em duas categorias: a primeira é formada por produtores que utilizam cultivares de alho nobre roxo, que produzem bulbos de alto valor comercial. A segunda agrupa os produtores de alho comum, também chamado de tropical ou semi-nobre, que são cultivares mais rústicas e menos exigentes em condições edafoclimáticas, mas que produzem bulbos de formato e aparência menos atrativa para o consumidor. 

As cultivares de alho nobre apresentam bulbos com túnicas de coloração branca e bulbilhos com película de coloração roxa intensa e número de bulbilhos variando de 8 a 12 por bulbo. O alho comum ou semi-nobre possui a cor de bulbos variando de branca a creme com presença de estrias de antocianina, apresentando por isso aspecto arroxeado. Os bulbilhos têm película branca ou rósea e produzem em média 15 bulbilhos por bulbo.

As cultivares de alho nobre são originárias do Sul do Brasil, exigem mais de 13 horas diárias de luz e temperaturas mais baixas para formação dos bulbos. Nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Bahia somente bulbificam quando são submetidas à vernalização em préplantio. São cultivares de ciclo longo que podem passar de 180 dias na região Sul e, nas outras regiões do país seu ciclo é reduzido para 90/130 dias.

As cultivares de alho nobre tem sido cultivadas com vernalização desde o centro/norte do Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e regiões de altitude do norte da Bahia e na Chapada Diamantina. 

As cultivares de alho comum ou semi-nobre, embora com menor aceitação comercial que o alho nobre, ainda são bastante utilizadas por pequenos produtores. Essas cultivares possuem baixa exigência em fotoperíodo para bulbificação, necessitando apenas de 9 horas diárias de luz para desencadear este processo. Desta forma podem ser plantadas em todas as regiões do Brasil sem necessidade de vernalização. São consideradas cultivares de ciclo intermediário, sendo colhidas entre 130 a 160 dias.

Os alhos comuns são normalmente comercializados em réstias e ainda estão bastantes presentes em mercados regionais e informais pelo país afora, devido a sua rusticidade e facilidade de cultivo.

As cultivares de alho nobre mais plantadas e com melhores características comerciais são Ito, Caçador, Quitéria, Jonas e Chonan. A cultivar San Valentin pela sua rusticidade e tolerância a pragas e doenças tem sido bastante plantada na região Sul. 

Dentre as cultivares de alho comum, as grupo precoce como Branco Mineiro, Branco Mossoró, Cabaceiras e Cateto Roxo continuam sendo plantadas em pequenas quantidades em algumas regiões do Semi-Árido Nordestino. As cultivares Amarante, Gigante do Núcleo, Gigante Espírito Santo, Gigante Roxo e Caturra são consideradas alho semi-nobre devido ao menor número de bulbilhos/bulbo e tem sido utilizadas por pequenos agricultores das regiões Sudeste, Centro-Oeste, do Paraná e em algumas áreas litorâneas de Santa Catarina. Recentemente a Embrapa disponibilizou para este segmento a cultivar BRS Hozan que agrega qualidades de bulbo dos alhos nobres sem, no entanto, necessitar de vernalização.

Tabela 1. Características agronômicas dos três principais grupos de cultivares de alho plantadas comercialmente no Brasil


Adaptado de Menezes Sobrinho (1997).

O período de plantio se estende do final de fevereiro até junho nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Porém, as melhores épocas de plantio são os meses de março e abril. O período mais favorável para o plantio do alho esta relacionado com a procedência da cultivar, a latitude e a altitude da região onde se vai plantar (Tabela 3). Temperaturas relativamente baixas, seguidas por fotoperíodos crescentes favorecem o desenvolvimento das plantas e estimulam a bulbificação. Próximo à colheita, a ocorrência de temperaturas mais altas promovem a maturação dos bulbos. Essas condições ocorrem nessa ordem no Brasil entre março e outubro.

Tabela 2. Recomendação de épocas de plantio para o alho em função da altitude para as regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste.

Na região Sul o plantio é feito a partir de maio estendendo-se até julho. No caso de plantios muito antecipados, a fase juvenil de crescimento da planta coincide com as condições climáticas que favorecem a incidência da mancha púrpura das folhas. Por outro lado, plantios tardios favorecem o aparecimento da ferrugem, podendo coincidir a colheita com o início do período chuvoso e também a produção de bulbos pequenos.