Nome científico: Manihot esculenta Crantz
Família: Euphorbiaceae
Nomes populares: Mandioca, macaxeira, aipim
Nome em inglês: Cassava
Origem: Brasil

Originária da América do Sul, a mandioca (Manihot esculenta Crantz) constitui um dos principais alimentos energéticos para mais de 700 milhões de pessoas, principalmente nos países em desenvolvimento. Mais de 100 países produzem mandioca, sendo que o Brasil participa com 10% da produção mundial (é o segundo maior produtor do mundo).

De fácil adaptação, a mandioca é cultivada em todos os estados brasileiros, situando-se entre os oito primeiros produtos agrícolas do país, em termos de área cultivada, e o sexto em valor de produção.

 

As principais dúvidas sobre a cultura da mandioca estão no livro "Mandioca: o produtor pergunta, a Embrapa responde", da coleção 500 Perguntas, 500 respostas, disponível para download aqui.

 

Cultivar para indústria desenvolvida pela Embrapa Mandioca e Fruticultura:

BRS CS01

 

Veja onde adquirir manivas de variedades de mandioca desenvolvidas pela Embrapa. Veja aqui.

Nesta base de dados organizada pelo Núcleo de Ações Estratégicas, são ofertadas estatísticas de produção e de mercado, como também tabelas contendo análises de desempenho dessas informações para um determinado período.
Os dados nacionais são gerados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e os internacionais, pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).
Na avaliação do desempenho optou-se pela mensuração da taxa geométrica de crescimento (% médio ao ano), calculada por regressão, depois da transformação logarítmica dos dados. Para um período de tempo (ex-post) de informações disponíveis, pode-se avaliar o desempenho das variáveis consideradas e as relações entre elas. Dessa maneira ao avaliar-se o desempenho da produção de uma determinada cultura, pode-se verificar o desempenho das variáveis consideradas (área colhida, produção e rendimento médio) e suas inter-relações. Analogamente, na análise de desempenho do mercado (valor de exportações/importações), pode-se concluir qual variável foi mais importante: o volume de exportações/importações ou o preço médio.