Web Content Display

Noções e técnicas para produção gráfica

Acabamento

O acabamento é a fase final de um trabalho gráfico, posterior à impressão. Pode incluir: colagem ou costura, vinco, serrilha, relevo, cortes simples e especial com faca, dobra, plastificação, encadernação, entre outros.

Montagem dos cadernos

Um caderno é um conjunto de páginas (em geral 8 ou 16) impresso em uma só folha, na frente e no verso. Depois de dobrados e intercalados, os diversos cadernos constituem o miolo do livro ou de uma revista (Figura 16).

Figura 16. Esquema simplificado de impressão e dobras de um caderno de 16 páginas. Na fase de acabamento do tipo canoa, os cadernos são reunidos, intercalados, grampeados à capa e depois refilados.

Fonte: Rabaça e Barbosa (1995).

Revestimentos e tratamentos gráficos

Gravação a quente (hot stamping)

Processo relevográfico que se consubstancia em efeito semelhante ao de uma impressão em metal – ouro, prata e outras tonalidades –, tanto em termos de coloração quanto de brilho e textura.

Timbragem

Processo encavográfico feito com matriz de chapa de aço, a qual recebe tinta apropriada e é fortemente pressionada contra o papel, gerando uma impressão em relevo.

Relevo americano

Impressão tipográfica que produz um efeito tátil, em virtude da formação de uma textura grossa em relevo, com aplicação de cor.

Relevo seco

Impressão tipográfica que produz um efeito tátil, em virtude da formação de uma textura grossa em relevo, sem aplicação de cor.

Plastificação e laminação

Filme que reveste o papel já impresso, aplicado por calor e pressão, feito normalmente de material plástico de polietileno, disponível em diversas espessuras. Tem a finalidade principal de aumentar a durabilidade do papel, pode ser brilhoso ou fosco. A laminação é um recurso com efeito semelhante ao da plastificação, contudo tem maior aderência e grande variação de insumos. A laminação com película de polipropileno biorietado (BOPP) pode ser opaca ou com brilho e permite a aplicação de verniz.

Verniz

Utilizado para obtenção de efeitos plásticos expressivos, enriquecimento estético e garantia de maior resistência ao calor e à abrasão. Dependendo dos requisitos, podem ser usados dois tipos – verniz de máquina, recurso mais simples e rápido, ou verniz ultravioleta (UV) de alto brilho –, que podem ser aplicados por meio do tinteiro da máquina ofsete. Destacam-se ainda os vernizes que reproduzem texturas.

Faca especial

Ao contrário do refile, que são os cortes de finalização do produto impresso, esta faca é aplicada aos cortes que necessitam de lâminas especiais com formatos variados. A lâmina age, por pressão, sobre o conjunto de peças impressas, executando o corte simultaneamente sobre muitas unidades.

Dobradura

O principal requisito para confecção de dobras relaciona-se à gramatura do papel. Em caso de dobras complexas, o papel deve ser de acordo com o equipamento e em função da gramatura e do tipo e quantidade de dobras (paralelas, cruzadas, sanfonadas e suas combinações). Por isso, recomenda-se verificar se a gráfica dispõe de equipamento apropriado, antes de idealizar a dobra no trabalho.

Vincagem

Processo que resulta num sulco sobre o papel, para viabilizar o manuseio ou a feitura de dobras. A vincagem é feita em máquina, por meio de uma lâmina arredondada que efetua a pressão sobre o papel, originando o vinco.

Serrilhagem

Processo que resulta na perfuração do papel em pequenos pontos. É utilizado para destacar alguma parte do impresso.

Encadernação

A encadernação é a última fase do acabamento de publicações e depende do tipo de junção das páginas do miolo e de acabamento da capa.

Canoa ou dobra e grampo

Os cadernos são juntados uns dentro dos outros e reunidos por grampos na dobra dos formatos abertos. Esta encadernação é comumente utilizada em publicações de baixo custo com até 64 páginas.

Lombada quadrada (brochura)

Utiliza adesivo térmico que proporciona um aspecto mais caprichado, usado para publicações a partir de 65 páginas.

Cola

    Cola fria – colagem usada geralmente para confecção de blocos.

    Cola quente – colagem usada geralmente para confecção de livros.

Cola e costura

As folhas de cada caderno são agrupadas por costuras na dobra do formato aberto e, em seguida, é feita a união, lado a lado, com o uso de cola quente. Indicado para encadernação com capa dura e publicações com mais de 600 páginas.

Costura, tela e cola

A mais resistente de todas, inclui costura e tela, seguida da junção de todos os cadernos com cola quente. Recomendada para encadernação com capa dura e publicação com mais de 800 páginas.

Flexível

Típica encadernação em versão intermediária entre capa dura e brochura. A capa é composta de papel mais encorpado e recebe plastificação na frente e no verso, o que a torna resistente e flexível.

Mecânica

Realizada com a junção de páginas, previamente furadas ou não, por meio de elementos de montagem, que podem ser:

  • Espiral metálica ou plástica.
  • Garra metálica ou plástica.
  • Fichário com argolas ou parafusos.
Página anterior Próxima página