Para garantir uma abordagem organizada e planejada para as questões mais estratégicas da Empresa, a Diretoria-Executiva da Embrapa estabeleceu dez Projetos Especiais que integram o Plano Gerencial da Presidência. Dentre as características desses Projetos, estão o desenvolvimento de processos de participação com grande envolvimento das Unidades Descentralizadas; a ênfase no planejamento, gerenciamento, acompanhamento e avaliação das metas e dos resultados; além da manutenção e da sustentabilidade das transformações promovidas. Saiba mais sobre cada projeto, leia notícias e tenha acesso a documentos clicando em "acompanhe as atividades".
 
  • Embrapa 40 Anos

Planejar a estratégia de comemoração pelas quatro décadas de existência da Empresa.
 
  • Evolução e Alinhamento dos Instrumentos de Governança Corporativa

Superar assimetrias e desalinhamentos entre os muitos instrumentos da organização, como Políticas, Planos Diretores, Agendas e Processos.
 
  • Gestão de Competências

Avaliar a evolução das mudanças organizacionais e seus impactos sobre a Embrapa, além da implantação de programas de gestão de competências que efetivamente levem à elevação do desempenho global da Empresa.
 
  • Modelagem e Lançamento da Rede Agropensa

Componente principal do processo de inteligência estratégica da Embrapa, a Rede se dedicará à produção, análise e difusão de conhecimentos estratégicos com foco na agricultura brasileira e em cadeias de valor relacionadas.
 
  • Contribuições da Embrapa ao Novo Código Florestal

Identificar os impactos mais relevantes do CF sobre os segmentos produtivos, sociais e ambientais associados à missão da Embrapa, bem como organizar ações para apoio ao Governo e ao setor produtivo na implantação das exigências do novo Código, como a recuperação de Áreas de Preservação Permanente (APPs).
 
  • Fortalecimento do Processo de Internacionalização da Embrapa

Definir as áreas e os temas a serem priorizados, os objetivos e os impactos a serem alcançados, os perfis profissionais mais adequados aos diversos programas de cooperação e também os parceiros preferenciais e os mecanismos de gestão mais eficientes nos países onde a Empresa opera.
 
  • A Embrapa e a Modernização da Transferência Tecnológica no Brasil

A Embrapa já está envolvida na modelagem e implantação de um novo sistema de transferência tecnológica para o campo, mas deve ampliar sua contribuição.
 
  • Reposicionamento da Embrapa nos Mercados de Cultivares

Definir estratégias e meios para reposicionar rapidamente a Empresa nos mercados muito competitivos, além de identificar mecanismos para fortalecer a presença e melhorar a divulgação das grandes contribuições da Empresa para os mercados menos visíveis ou competitivos.
 
  • Fortalecimento da infraestrutura de campos experimentais e de laboratórios

Reforçar a importância do conceito Multiusuário, reduzindo custos, desperdícios e redundâncias. A excelência operacional da Embrapa será, cada vez mais, medida pela sua capacidade de produzir inovações de forma transversal, integrada e sinérgica.
 
  • Implantação do II Plano Diretor da Tecnologia da Informação (II PDTI)

Promover a TI como um componente essencial na gestão corporativa e na melhoria, integração e efetividade dos processos,produtos e serviços gerados pela Embrapa.