Unidade de Execução de Pesquisa - UEP/Recife


A Unidade de Execução de Pesquisa e Desenvolvimento de Recife (UEP Recife), vinculada à Embrapa Solos (Rio de Janeiro, RJ), atende às demandas regionais de pesquisa, desenvolvimento e inovação e transferência de tecnologia, que envolvem o tema solos, no contexto da região Nordeste, englobando levantamentos de solos e suas aplicações, zoneamentos e planejamento territorial.

As pesquisas realizadas pela UEP Recife têm gerado conhecimentos que ampliam e dinamizam as atividades agropecuárias na Região Nordeste. Ao longo dos anos, foi responsável pela realização de levantamentos sistemáticos de solos em diversos níveis e zoneamentos agroecológicos regionais e estaduais de grande relevância.

O acervo de conhecimento gerado tem contribuído para orientar o ordenamento territorial, o planejamento de uso, o manejo e a conservação das terras, assim como a avaliação de impactos ambientais, recuperação de áreas degradadas e a sustentabilidade de sistemas de produção.

Objetivos

  • Fortalecer e ampliar as bases científicas, bem como promover a inovação tecnológica e os arranjos institucionais para o uso e manejo apropriados do solo e a conservação da água e da biodiversidade no desenvolvimento da competitividade e sustentabilidade do agronegócio na Região Nordeste;
  • Promover avanços na base técnica dos sistemas integrados de produção da região por meio da geração, adaptação e transferência de conhecimento e tecnologia sobre o solo e suas interações;
  • Desenvolver conhecimentos técnico-científicos na otimização da agropecuária regional no que concerne ao uso, manejo do solo, água, clima e planta, visando ao desenvolvimento competitivo e sustentável.
  •  

Coordenação

Coordenador Técnico: André Júlio do Amaral, D.Sc.
Coordenador Substituto: Flávio Adriano Marques, D.Sc.

Histórico

A história da UEP Recife se confunde com a história da pedologia no Nordeste, começando em 1957, quando a Comissão de Solos, ligada, na época, ao Serviço Nacional de Pesquisa Agronômica (SNPA) do Ministério da Agricultura, criou a Frente Regional Nordeste, com sede no antigo Instituto Agronômico do Nordeste (IANE), iniciando o levantamento de solos do Estado de Pernambuco. Nessa época, a equipe contava com a hábil direção de João Wanderley da Costa Lima, primeiro gestor da Unidade.

Em 1966, foi estabelecido um importante convênio de mapeamento dos solos de toda a Região Nordeste do Brasil e do Norte de Minas Gerais, entre o Departamento de Pesquisas e Experimentação Agropecuária (DPEA), depois Departamento Nacional de Pesquisa Agropecuária (DNPEA) e a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), coordenado pela, então, Frente Regional Nordeste.
 
A partir de 1975, com a criação do Serviço Nacional de Levantamento e Conservação de Solos (SNLCS), localizado no Rio de Janeiro, RJ, a Frente Regional Nordeste passou a denominar-se Coordenadoria Regional Nordeste (todas as regiões possuíam coordenadorias), permanecendo estabelecida no Recife, PE.
 
Em 1993, quando o SNLCS se transformou em Centro Nacional de Pesquisa de Solos (CNPS), todas as coordenadorias regionais do CNPS foram extintas, com exceção da Coordenadoria Regional Nordeste, que, em função da sua importante atuação, foi transformada em Escritório Regional de Pesquisa e Desenvolvimento do Nordeste (ERP-NE) e depois na UEP Recife, referência nos estudos dos solos da região Nordeste.

Desde a sua criação até os dias de hoje a UEP Recife contou com os seguintes dirigentes:
1. João Wanderley da Costa Lima – 1957 a 1970
2. Clotário Olivier da Silveira - 1970 a 1973
3. Paulo Klinger Tito Jacomine -1973 a 1985
4. Fernando Barreto Rodrigues e Silva - 1985 a 1994 e de 1996 a 2001
5. Antônio Cabral Cavalcanti – 1995 a 1996
6. José Carlos Pereira dos Santos - 2001 a 2003 e de 2009 a 2014
7. Luciano José de Oliveira Accioly - 2003 a 2005
8. Selma Cavalcanti Cruz de Holanda Tavares - 2005 a 2009
9. André Júlio do Amaral – 2014 aos dias de hoje

Pessoal

A UEP Recife possui uma equipe formada por 30 empregados, sendo 15 pesquisadores que atuam nas áreas de gênese, morfologia e classificação de solos; manejo e conservação do solo e da água; fertilidade do solo; geoprocessamento e sensoriamento remoto; agrometeorologia; sistemas de produção e recursos genéticos. No apoio técnico e administrativo, conta com seis analistas e nove técnicos e assistentes, além de bolsistas, estagiários e pessoal terceirizado.

Infraestrutura

A UEP Recife está instalada na zona urbana do Recife, em uma edificação de 600 m² de área construída, sendo constituída de área administrativa, salas de pesquisadores e técnicos, sala de tecnologia da informação, almoxarifados e garagens. Conta ainda com um laboratório de geoprocessamento, biblioteca e mapoteca especializadas em solos do Nordeste e auditório com capacidade para 50 pessoas.

Principais produtos e tecnologias gerados

1. Levantamentos reconhecimento - exploratório de solos de todos os estados da região Nordeste do Brasil e do norte do Estado de Minas Gerais em escalas variando de 1:400.000 até 1:1.000.000.
2. Levantamentos detalhados de solos nas áreas de unidades de pesquisa da Embrapa e Organizações Estaduais de Pesquisa Agropecuárias.
3. Estudos expeditos de solos dos estados do Ceará, Piauí, Bahia, Pernambuco e Norte de Minas Gerais, para fins de classificação e correlação.
4. Aptidão agrícola das terras dos estados do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba.
5. Aptidão agrícola das terras da Região Nordeste.
6. Avaliação do potencial das terras para irrigação no Nordeste.
7. Zoneamento edafoclimático do babaçu nos estados do Maranhão e Piauí.
8. Zoneamento agroecológico da Região Nordeste.
9. Levantamento de reconhecimento de baixa e média intensidade dos solos do Estado de Pernambuco, na escala 1:100.000.
10. Zoneamento agroecológico do Estado de Pernambuco, escala 1:100.000.
11. Levantamento de reconhecimento de solos dos Tabuleiros Costeiros e da Baixada Litorânea do Estado de Sergipe.
12. Zoneamento pedoclimático do cajueiro no Nordeste do Brasil e Norte de Minas Gerais.
13. Mapeamento do Núcleo de desertificação do Seridó.
14. Mapeamento da cobertura vegetal do Bioma Caatinga, na escala 1:250.000
15. Potencial de terras para irrigação em assentamentos do projeto Barreiras, PE, e Jusante, BA, na escala 1:5.000.
16. Levantamento de reconhecimento de média intensidade dos solos mesorregião do sul cearense.
17. Levantamento de reconhecimento de baixa e média intensidade dos solos do Estado de Alagoas, na escala 1:100.000.
18. Zoneamento agroecológico do Estado de Alagoas, na escala 1:100.000.
19. Barragem subterrânea, tecnologia de captação de água para o semiárido brasileiro.

Nossos contatos

Rua Antônio Falcão, 402 - Boa Viagem
Recife, PE - Brasil - CEP 51020-240
Tel.: (81) 3198-7800
Fax: (81) 3198-7807