Pesquisa e Desenvolvimento

As principais linhas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) são referenciadas na cadeia agroalimentar, com atuação voltada para bioprospecção e a geração de conhecimento para a produção de alimentos funcionais, bem como o conhecimento e reconhecimento de produtos territoriais brasileiros e seu potencial uso na gastronomia. Para fortalecer o fomento à inovação, prioriza-se acordos de cooperação técnica e a construção de projetos com participação do setor produtivo, sejam cooperativas de pequenos produtores, instituições públicas ou privadas alinhadas ao propósito da Unidade.  

Também é objeto de PD&I o resgate de informações etnobotânicas, antropológicas sobre utilização de espécies nativas ou exóticas, com ênfase para seu uso alimentar direto ou como ingrediente na gastronomia, e a valorização territorial e uso de matérias-primas e ingredientes da biodiversidade, considerando-se aspectos associados à saúde, funcionalidade, com ênfase para seu uso alimentar direto ou como ingrediente na gastronomia, conforme linhas de pesquisa abaixo:

 

As pesquisas realizadas na Embrapa Trigo buscam inovações tecnológicas para o aumento da rentabilidade agrícola brasileira, de modo sustentável, preservando os recursos naturais e a biodiversidade. Nossos projetos são planejados e conduzidos em colaboração com o Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária, procurando atender às demandas do complexo agroindustrial do trigo e demais culturas de inverno.
 
A equipe da Embrapa Trigo está organizada em três Núcleos de Pesquisa, que promovem a discussão de temas técnicos afins às áreas de conhecimento que os compõe, elaboram e conduzem projetos de pesquisa, além de contribuir para o planejamento estratégico de ações.
 
Os Núcleos de Pesquisa da Embrapa Trigo são: