Quarta-feira, 7 dezembro de 2016 - Manhã

8h

Inscrições

9h

Nota de boas-vindas
Francisco Ferraz Laranjeira (Embrapa Mandioca e Fruticultura)

9h10

Homenagem a Ricardo Sgrillo
Karina Gramacho (Ceplac)

9h30

Palestra de abertura
Epidemiologia de paisagem: quão longe devemos ir? 
Armando Bergamin Filho (Esalq / USP)

10h10

Discussão
Moderador: Laércio Zambolim (UFV)

10h30

Intervalo

11h

Inteligência quarentenária e epidemiologia de paisagem 
Suely Xavier de Brito Silva (Adab)

11h40

Discussão
Moderador: Alessandro da Silva Oliveira (Adab)

12h

Pausa para o almoço

 

Quarta-feira, 7 de dezembro de 2016 - Tarde

14h-15h40

Desafios da modelagem no contexto da epidemiologia de paisagem
José Maurício Cunha Fernandes (Embrapa Trigo)
Modelagem de efeitos de propágulos em epidemias de mofo-branco do feijão
Alaerson Maia Geraldine (IF Goiano)
Podridão floral dos citros: uma antracnose com comportamento epidemiológico típico ou atípico?
Geraldo José Silva Júnior (Fundecitrus)
 
Moderador: Ana Beatriz Czermainski (Embrapa Uva e Vinho)

15h40

Intervalo

16h10-17h30

Taxonomia de fitopatógenos e fitness epidemiológico
Carlos Bragança (UFRB)
What does landscape genetics reveal about the Sclerotinia sclerotiorum population from Brazil?
Miller Lehner (UFV)
Contemplating landscape genetics to see beyond the horizon
Eduardo Mizubuti (UFV)
 
Moderador: Fernando Haddad (Embrapa Mandioca e Fruticultura)
 
 

 

Outros dias do evento:

Quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Sexta-feira, 9 de dezembro de 2016