Notícias

15/12/21 |   Florestas e silvicultura

Araucária em foco: espécie ganha livro que reúne informações de diversos especialistas

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

A Embrapa Florestas lançou, nesta quinta-feira, 16/12, o livro "Araucária: pesquisa e desenvolvimento no Brasil” (clique aqui para baixar), uma reunião de 17 capítulos sobre temas diversos. O lançamento on-line aconteceu no canal da Embrapa no Youtube, e contou com a participação da primeira editora do livro, a pesquisadora Valderês Aparecida de Sousa, que abordou o processo de confecção da publicação, dentre outros aspectos, e do chefe-geral da instituição, Erich Schaitza.

A publicação, que é gratuita e está disponível somente em formato on-line, conta com 57 autores, sendo também editores técnicos os pesquisadores da Embrapa Florestas Elenice Fritzsons, José Elidney Pinto Júnior e Ananda Virginia de Aguiar. A obra relata pesquisas sobre a Araucaria angustifolia desenvolvidas nas últimas décadas pela Embrapa e parceiros, entre outras informações sobre a espécie.

Segundo Valderês de Sousa, a ideia de confecção do livro teve início em 2017 com a participação de pesquisadores da Embrapa e foi enriquecida com a entrada de pesquisadores de outras instituições. “Tínhamos a intenção de reunir, nesta publicação, diversos resultados de pesquisa da Embrapa Florestas, pelo envolvimento da instituição desde o início das iniciativas com a araucária, há mais 40 anos. Ao longo da elaboração do livro, foram incorporados os trabalhos de outras instituições”, diz.

Importância da espécie
Entre as espécies florestais nativas brasileiras, a Araucaria angustifolia é, certamente, uma das mais emblemáticas. Conhecida como araucária ou pinheiro do Paraná, é uma árvore que se destaca pela imponência e formato característico. Sua semente, o pinhão, é bastante apreciada na alimentação humana. Sua madeira também é considerada de excelente qualidade.

“O livro sobre a araucária se justifica pela sua importância econômica, social, cultural e ecológica, especialmente na região Sul e parte do Sudeste do Brasil. Essa espécie encontra-se na lista de espécies ameaçadas de extinção, apresentando, no momento, alta vulnerabilidade em decorrência das mudanças climáticas globais. Temos que olhar com cuidado para os remanescentes desta floresta, tomando decisões baseadas em resultados e experiências sobre a espécie”, enfatiza a pesquisadora. 

O livro
O livro contempla diversas áreas de pesquisa sobre a araucária, incluindo: a história evolutiva; distribuição natural; pragas e doenças; práticas de manejo; sistemas de produção; produtos e subprodutos; processamento do pinhão, entre outros. Para a pesquisadora, esta obra servirá também para incentivar iniciativas de conservação e uso da araucária.

“Esperamos que esse livro possa ser utilizado pela sociedade em geral, pesquisadores, universidades, estudantes, órgãos diversos e sociedade como um todo. Ademais, o amplo assunto abordado oferece subsídios à elaboração de políticas públicas, visando a conservação da araucária, especialmente das suas populações com maior risco de extinção. Nós esperamos que esse livro possa contribuir para o avanço da ciência e incentivar o plantio desta espécie”, finaliza Valderês.

Instituições parceiras
Além de pesquisadores da Embrapa Florestas, temos a importante participação de autores das seguintes instituições: Embrapa Agroindústria de Alimentos, Embrapa Clima Temperado, Universidade Federal do Paraná, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade do Estado de Santa Catarina, Universidade Estadual de Maringá, Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro/Paraná), Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Rio de Janeiro), Cirad (escritório da Martinica), Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Arauka Ambiental, Mondelez International, além de consultores e pesquisadores autônomos

Confira, nos links abaixo, vídeos que trazem um resumo de cada capítulo do livro:

Geral do Livro

Capítulo 1 - História evolutiva de Araucaria angustifolia: dos fósseis às sequências de DNA, de Valdir Marcos Stefenon e Rubens Onofre Nodari.

Capítulo 2 – Morfologia dos órgãos vegetativos e reprodutivos de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze (Araucariaceae), de Amanda Aparecida Oliveira do Carmo, Rossana Catie Bueno de Godoy e Luiz Antonio de Souza.

Capítulo 3 – A araucária e suas especificidades, de Ananda Virginia de Aguiar, Valderês Aparecida de Sousa, José Elidney Pinto Júnior, Sandra Bos Mikich e Dieter Liebsch.

Capítulo 4 – A distribuição natural das Florestas com Araucária nos estados do Sul e São Paulo: localização, clima e relevo, de Elenice Fritzsons, Luiz Eduardo Mantovani e Marcos Silveira Wrege. 

Capítulo 5 – Uso de modelos de nicho para a predição de ocorrência de espécies florestais, de Marcos Silveira Wrege, Valderes Aparecida de Sousa, Márcia Toffani Simão Soares, Itamar Antônio Bognola, Elenice Fritzsons, Ananda Virginia de Aguiar e Leticia Penno de Sousa.

Capítulo 6 – Atributos dos solos em Florestas com Araucária, de Márcia Toffani Simão Soares, Itamar Antônio Bognola, Krisle da Silva, George Gardner Brown, Antônio Francisco Jurado Bellote, Celso Garcia Auer, Ananda Virgínia Aguiar e João Bosco Vasconcellos Gomes.

Capítulo 7 – Fauna edáfica e epiedáfica em Florestas com Araucária, de George Brown e Quentin Gabriac. 

Capítulo 8 – Doenças em araucárias, de Celso Garcia Auer e Álvaro Figueredo dos Santos. 

Capítulo 9 – Melhoramento e conservação genética da Araucaria angustifolia, de Valderês Aparecida de Sousa, Ananda Virgínia de Aguiar, José Elidney Pinto Júnior, Jarbas Yukio Shimizu e Neusa Steiner. 

Capítulo 10 – Práticas de manejo e a regeneração natural de araucária, de André Eduardo Biscaia de Lacerda, Denise Jeton Cardoso, Maria Augusta Doetzer Rosot, Marilice Cordeiro Garrastazú,  Maria Izabel Radomski (in memorian) e Yeda Maria Malheiros de Oliveira. 

Capítulo 11 – Crescimento em diâmetro de Araucaria angustifolia em florestas naturais e em plantios estabelecidos na região Sul do Brasil, de Patrícia Povoa de Mattos, Evaldo Muñoz Braz, Aline Canetti, Aurélio Lourenço Rodrigues, Rafaella de Angeli Curto, Thiago Floriani Stepka, Afonso Figueiredo Filho, Ana Paula Dalla Corte, Carlos Roberto Sanquetta, Sebastião do Amaral Machado e Sylvio Pellico Netto. 

Capítulo 12 – Sistemas de produção com araucária, de Maria Izabel Radomski (in memorian), Denise Jeton Cardoso, Maria Augusta Doetzer Rosot, André Eduardo Biscaia de Lacerda, Marilice Cordeiro Garrastazú. 

Capítulo 13 – SisAraucaria©: Software para o manejo de plantações de Araucaria angustifolia, de Edilson Batista de Oliveira.

Capítulo 14 – Avaliação de serviços ecossistêmicos em florestas com araucária, de Junior Ruiz Garcia e Lucilia Maria Parron.

Capítulo 15 – Estradas com Araucárias: o projeto na ótica dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), de Edilson Batista de Oliveira. 

Capítulo 16 – Valor nutricional e processamento do pinhão, de Rossana Catie Bueno de Godoy, Carlos Wanderlei Piler de Carvalho, Manoela Estefânea Boff Zortéa Guidolin, Mônika Ikeda, Regina Isabel Nogueira, Cristiane Vieira Helm, Felix Emilio Prado Cornejo e Fernanda Janaína Oliveira Gomes. 

Capítulo 17 – Uso dos produtos da araucária: madeira e coprodutos, de Patrícia Raquel Silva Zanoni, Ana Claudia da Silveira, Edson Alves de Lima, Patrícia Póvoa de Mattos, Rafaella de Angeli Curto, Washington Luiz Esteves Magalhães e Marcelo Lazzarotto. 

Manuela Bergamim (MTb 1951/ES)
Embrapa Florestas

Contatos para a imprensa

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/