Projetos

Potencial forrageiro de um genótipo melhorado de Brachiaria ruziziensis: estratégias de manejo e produção de leite sob pastejo rotacionado

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: Sobrinho, Fausto

As forrageiras do gênero Brachiaria são as mais importantes para alimentação do rebanho em sistemas de pecuária leiteira nos trópicos. A B. ruziziensis é reconhecida como a de melhor valor nutricional, mas é menos produtiva que outras espécies de Brachiaria, além de ser susceptível às cigarrinhas-das-pastagens, o que tem limitado seu uso por parte de produtores de leite. Do programa de melhoramento de B. ruziziensis, desenvolvido pela Embrapa em parceria com outras instituições, foi selecionado um genótipo melhorado de alta produtividade, bom valor nutritivo e maior resistência às cigarrinhas, quando comparado a cultivar comercial de B. ruziziensis. A expressão do potencial forrageiro do genótipo melhorado depende de recomendações de manejo adequadas. Este projeto tem por objetivo avaliar estratégias de fertilização nitrogenada, densidades de plantio, intensidades de desfolha e o potencial para produção de leite em pastagens estabelecidas com um genótipo melhorado de B. ruziziensis. São avaliadas cinco doses de N (0, 80, 160, 320 e 640 kg/ha de N). A dose identificada como mais adequada será submetida a estratégias de parcelamento, com objetivo de se determinar a de maior eficiência. A interação entre densidades de plantio e intensidades de desfolha será avaliada em um experimento fatorial com duas densidades (15 e 30 plantas por m2) e três intensidades de desfolha (30, 50 e 70% de rebaixamento da altura). O potencial para produção de leite de vacas Holandês x Zebu em regime de pastejo será avaliado, usando-se as estratégias de manejo definidas nos experimentos descritos anteriormente. Serão avaliadas as seguintes características: altura das plantas, densidade de perfilhos, composição morfológica, acúmulo e massa de forragem, valor nutritivo do pasto, capacidade de suporte e produção de leite por animal e por hectare. São esperados os seguintes resultados: i) definição de doses e parcelamento da de N para B. ruziziensis; ii) Definição da densidade de plantio e do protocolo para o manejo do pastejo de B. ruziziensis, e iii) determinação do potencial para produção de leite em pastagens de genótipo melhorado de B. ruziziensis. Os conhecimentos gerados poderão contribuir com o lançamento de uma cultivar forrageira, a qual poderá representar uma inovação para intensificação de sistemas de produção de leite a pasto. Os produtores de leite poderão adotar a nova cultivar e aplicar as recomendações de manejo geradas neste projeto, o que poderá incrementar a eficiência produtiva e econômica dos sistemas de produção de leite.

Situação: concluído Data de Início: 10/2017 Data de Finalização: 09/2020

Unidade Lider: Embrapa Gado de Leite

Lider do Projeto: Domingos Sávio Campos Paciullo

Contato: domingos.paciullo@embrapa.br

Galeria de imagens