Publicações

Variação do teor de carboidratos solúveis em germoplasma de capim-elefante.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Autoria: BORDIGNON, T.; PEREIRA, A. V.

Resumo: Resumo: O objetivo deste trabalho foi estimar a variação do teor de carboidratos solúveis (BRIX) existente entre 95 acessos de capim elefante (Pennisetum purpureum) do banco de germoplasma da Embrapa Gado de Leite, localizado no campo experimental de Coronel Pacheco. Foram identificados os acessos com maior teor de carboidratos solúveis, bem como avaliado o efeito do aumento da idade da planta sobre a variação da concentração de carboidrato solúvel (Brix). O experimento foi conduzido em blocos ao acaso, com duas repetições, 95 genótipos, duas idades de planta, 70 e 100 dias de crescimento, e análise do teor de carboidratos solúveis em duas secções amostradas à 30 cm da base e na metade do colmo. A análise de variância considerou o modelo de parcela subdividida no tempo, sendo os acessos as parcelas e a idade da planta as subparcelas. As médias foram comparadas pelo teste de Scott e Knott. Observou-se variação no teor de carboidratos solúveis entre os acessos do banco de germoplasma de capim elefante, porém não observou-se efeito significativo do aumento da idade da planta sobre o teor de carboidrato solúvel (Brix). Entretanto, alguns acessos apresentaram interação significativa com aumento ou redução do teor de carboidratos solúveis em decorrência do aumento da idade da planta. Os acessos com maior teor de carboidratos solúveis aos 70 dias e 100 dias de crescimento foram BAG80 (7,48%) e BAG94 (6,90%), enquanto os acessos com menores teores foram os acessos BAG13 (2,35%) e BAG36 (4,08%), respectivamente.

Ano de publicação: 2019

Tipo de publicação: Anais e Proceedings de eventos