Moranga | Pratos doces e salgados

 

A moranga pertence à família Cucurbitácea, a mesma família que inclui abóbora, melancia, melão, chuchu e pepino. As variedades atuais foram desenvolvidas a partir de plantas cultivadas há mais de dez mil anos nas Américas. Originalmente, eram cultivadas para aproveitamento das sementes, que eram consumidas como alimento, pois os frutos originais quase não tinham polpa.

Seus frutos apresentam várias características semelhantes às das abóboras e mogangos, incluindo sabor e valor nutricional. A moranga madura fornece vitamina A e pequenas quantidades de vitamina C, fibras e sais minerais, como potássio. Tem alta digestibilidade e poucas calorias.

Foto: Felipe Barra

Como comprarA moranga caracteriza-se pelo fruto achatado e redondo, com gomos bem salientes. Para diferenciá-la da abóbora, observe o pedúnculo ou cabinho do fruto. A moranga tem pedúnculo liso, sem sulcos, corticoso e grosso, enquanto a abóbora tem pedúnculo sulcado, alargado e achatado na inserção do fruto. As cultivares mais populares no Brasil têm casca com coloração verde-cinzenta ou alaranjada, dependendo da variedade.

Em geral a moranga só é consumida madura, quando a polpa tem gosto adocicado. Escolha frutos com pedúnculo, com casca dura, sem machucados e sem brilho. Pequenas cicatrizes superficiais na casca não comprometem a qualidade do fruto. Entre dois frutos de mesmo tamanho, escolha o mais pesado. Manuseie os frutos com cuidado. Apesar de parecerem resistentes, os frutos estragam-se mais rapidamente a partir de pontos machucados.

A moranga pode ser vendida na forma minimamente processada, ou seja, já descascada, picada em pedaços pequenos e embalada. Assegure-se que esse produto seja conservado refrigerado no mercado e em casa. Quando mantido fora da geladeira, estraga-se rapidamente.

Como conservarOs frutos podem ser mantidos em condição ambiente por cerca de três meses após a colheita, desde que em local fresco, escuro e seco. Mantenha os frutos com cabinho para conservá-los por mais tempo.

Se cortar ou descascar a moranga, mantenha os pedaços em geladeira, acondicionados em saco ou vasilha de plástico. Nesse caso, a durabilidade é bastante reduzida e os pedaços só se conservam por poucos dias.

Para congelar, corte a moranga em pedaços, descasque-os, retire as sementes e o miolo. Em seguida, faça o branqueamento, cozinhando os pedaços em água fervente por três minutos, seguido pelo resfriamento em água gelada também por três minutos. Escorra a água, embale os pedaços em sacos de plástico e coloque-os no congelador. Descongele em temperatura ambiente.

Como consumirA moranga não é consumida crua.

Após lavar a casca em água corrente, corte os gomos, remova as sementes e a parte fibrosa ligada às sementes. Dependendo da receita, pode ser cozida com ou sem casca. O cozimento pode ser feito em água, no vapor ou no micro-ondas. Apesar de ser mais dura do que a casca da abóbora comum e da abóbora japonesa (Kabocha ou cabotiá), a casca da moranga, se bem cozida, pode ser consumida em outros pratos.

Use a polpa cozida ou refogada como acompanhamento no almoço ou no jantar ou no preparo de sopas, purês, mingau, doces, recheios doces e salgados. A moranga pode ser usada nas mesmas receitas em que se usa a abóbora seca. Comparativamente à abóbora japonesa, a moranga possui a polpa menos enxuta e mais fibrosa e por isso é mais indicada para preparo de doces.

A moranga pode ser assada ou cozida inteira para fazer o famoso camarão na moranga. Também pode ser assada em pedaços. Nesse caso, tempere os pedaços com azeite, manteiga, sal e pimenta, cubra-os com papel-alumínio e asse-os até ficarem macios. Em seguida, retire o papel-alumínio e deixe-os no forno até ficarem morenos.

Quando a moranga for usada para fazer nhoque, suflê, mingau, vitamina e outros pratos que requeiram pré-cozimento, cozinhe-a com a casca para facilitar o descascamento e permitir o aproveitamento da casca.

Para fazer pratos como nhoque, bolinhos e quibe, somente amasse a moranga cozida quando ela estiver fria e bem escorrida. Quando amassada quente, a consistência fica mole e aguada. Ao cozinhar em água, use a menor quantidade possível, para evitar perda de nutrientes e de sabor.

Dicas
As sementes podem ser salgadas, torradas e consumidas como aperitivo.

As flores empanadas e fritas são consideradas fina iguaria, sendo populares na cozinha italiana.

Temperos que combinam: noz-moscada, gengibre, segurelha, pimenta, cebola, canela, alho, sal e açúcar.

 

Fonte: LANA, M. M.; TAVARES, S. A. (Ed.). 50 Hortaliças: como comprar, conservar e consumir. 2. ed. rev. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2010. 209 p. il. color.

Atualizado: Milza Moreira Lana - Embrapa Hortaliças. Fev.2021.


Receitas

Fritada de moranga
Nível: fácil

Moranga recheada com arroz
Nível: médio

Quibe de moranga
Nível: fácil