Pular para o conteúdo

A cultura do alho | voltar ao início


Autores: Francisco Vilela Resende, Lenita Lima Haber e Jadir Borges Pinheiro 

Clima propício para o plantio

O alho é uma planta originária da Ásia, de locais de clima frio. Para um bom desenvolvimento vegetativo e produtividade, a cultura exige temperaturas amenas (18º a 20°C) na fase inicial do ciclo, temperaturas mais baixas (10º a 15°C) durante o período de bulbificação e temperaturas mais elevadas (20º a 25°C) na fase de maturação.

O fotoperíodo ou comprimento do dia (número de horas entre o nascer e o pôr-do-sol) é determinante para a formação do bulbo, assim algumas cultivares necessitam de dias mais longos para bulbificação, sendo consideradas tardias, enquanto as precoces respondem ao estimulo de dias mais curtos. Em condições de fotoperíodo insuficiente (numero de horas de luz abaixo do mínimo exigido pela cultivar) ocorre apenas o crescimento vegetativo, sem formação de bulbos.

As cultivares originárias do Sul do Brasil, que exigem mais de treze horas diárias de luz e temperaturas mais baixas e somente bulbificam nas regiões Sudesde, Centro-Oeste e
Nordeste quando os bulbos são submetidos à vernalização em pré-plantio. Por outro lado, cultivares de alho comum como Amarante, Cateto Roxo, Gigante Roxo e BRS Hozan quando cultivadas em fotoperíodos longos como o da região Sul reduzem o ciclo cultural e antecipam o inicio da bulbificação.

A formação do bulbo em resposta ao fotoperíodo acontece somente após a planta receber o estimulo de baixa temperatura, que pode ocorrer tanto na parte aérea no campo ou
no alho-semente em câmara frigorifica antes do plantio.