Pular para o conteúdo

A cultura do alho | voltar ao início


Autores: Francisco Vilela Resende, Lenita Lima Haber e Jadir Borges Pinheiro 

Escolha do terreno

Deve-se dar preferência a solos leves, de textura média, ricos em matéria orgânica, planos ou ligeiramente inclinados para permitir um bom preparo do terreno. O alho produz bulbos subterrâneos, portanto, as características relacionadas acima aliadas ao plantio em canteiros são imprescindíveis para se ter produtividades satisfatórias e bulbos com qualidade.Assim, solos muito argilosos e pesados impedem o desenvolvimento normal do sistema radicular, causam deformação dos bulbos e dificultam seu arranquio durante a colheita. 
 
Em solos bem drenados, o encanteiramento não é necessário, mas desejável. Entretanto, em terrenos sujeitos a encharcamento, este procedimento é indispensável. O encanteiramento facilita os tratos culturais e as operações de colheita. Devem-se evitar solos muito argilosos, por dificultarem a colheita, e os muito arenosos, por não reterem a umidade e os nutrientes. Escolhido o terreno, deve-se retirar amostras do solo e enviar ao laboratório para fazer a análise química, para verificar a necessidade de calagem e adubação.