Notícias

30/04/19 |   Produção vegetal

Embrapa abre seleção para aquisição de mudas da cultivar de mandioquinha-salsa BRS Acarijó 56

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Nuno Madeira

Nuno Madeira -

Os produtores interessados em adquirir lotes de mudas de mandioquinha-salsa da nova cultivar BRS Acarijó 56, indicada para o processamento industrial, devem obter a licença de utilização da marca “Tecnologia Embrapa” e manifestar interesse até às 17h do próximo dia 13 de maio, conforme Comunicado de Oferta nº 11/2019 da Secretaria de Inovação e Negócios da Embrapa.

Clique aqui para acessar o Comunicado.

Ao todo, são cinco lotes ofertados, compostos por mil mudas da planta básica da cultivar de mandioquinha-salsa BRS Acarijó 56. Esse material propagativo é destinado à produção de mudas pelos produtores interessados, por isso, o agricultor deve estar inscrito no Registro Nacional de Sementes e Mudas (RENASEM), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Para adquirir as mudas, os produtores selecionados devem, primeiramente, assinar com a empresa um contrato de licenciamento para uso da marca “Tecnologia Embrapa”, que está registrada no Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

Com vigência de cinco anos e possibilidade de prorrogação, a licença de uso da marca pelos produtores não é exclusiva e não pode ser transferida para terceiros. Segundo o documento, para a cultivar BRS Acarijó 56, também está prevista a cobrança de 7% de royalties sobre o valor de venda das mudas comercializadas, deduzido o ICMS incidente.

Os produtores contemplados serão Comunicados por e-mail ou telefone, a partir do dia 15/05/2019 e as dúvidas podem ser enviadas para o e-mail raquel.freitas@embrapa.br.

Sobre a nova cultivar

A cultivar BRS Acarijó 56 é a primeira variedade de mandioquinha-salsa lançada pela Embrapa com finalidade industrial, sendo a quarta variedade do portfólio da empresa. Diferentemente das variedades antecessoras – Amarela de Senador Amaral (1998), BRS Rubia 41 (2014) e BRS Catarina 64 (2015) – a “BRS Acarijó 56” apresenta grande porte, folhas eretas e raízes graúdas, além de um maior teor de sólidos solúveis, aspecto que lhe confere melhor qualidade culinária.

“A nova cultivar também possui precocidade de colheita e produtividade superior a 50 t/ha, que é o dobro da cultivar mais plantada no Brasil e o triplo da média nacional”, compara o pesquisador Nuno Madeira, da Embrapa Hortaliças (Brasília, DF).

O conjunto das características apresentadas pela cultivar BRS Acarijó 56 é interessante para a indústria, em especial porque tem sido crescente a demanda por material de mandioquinha-salsa para processamento na forma de fritas fatiadas (“chips”) ou “palha”, desidratada, pré-cozida ou em sopas e cremes.

A validação da cultivar foi realizada em conjunto com a Emater-MG, com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) e agricultores do Distrito Federal, Minas Gerais e Santa Catarina. A cultivar BRS Acarijó 56 foi registrada no Serviço Nacional de Cultivares (SNC), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Paula Rodrigues (MTB 61.403/SP)
Embrapa Hortaliças

Contatos para a imprensa

Telefone: (61) 3385.9109

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

mandioquinha-salsalicenciamentooferta públicamudastecnologia embrapa