Projetos

Desenvolvimento de cultivares de melão para mercados interno e externo (Fase IV)

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: CARVALHO, Henrique Martins Gianvecchio

Nas últimas duas décadas, o agronegócio de melão no Brasil se expandiu nove vezes, alcançando produção estimada em 500 mil toneladas por ano, concentrada na Região Nordeste. A partir de 2007, o melão passou a ser a principal fruta nacional em volume de exportação e, em 2008, o Brasil foi o segundo maior exportador mundial. Quase a totalidade das cultivares de melão plantada no Nordeste são importadas, havendo demanda por cultivares melhor adaptadas, visto que as cultivares disponíveis foram desenvolvidas, em geral, em condições edafoclimáticas diferentes das predominantes no nosso país e, por isso, não atendem as reais necessidades dos agricultores. Sendo assim, o projeto objetiva dar continuidade ao desenvolvimento de cultivares de melão (tipos Amarelo, Gália, Cantaloupe e Pele de Sapo), adaptadas às condições brasileiras e resistentes às principais pragas e doenças da cultura. Como impactos potenciais das novas cultivares constam: oferta de sementes de cultivares nacionais melhor adaptadas às condições tropicais, favorecendo a competitividade do melão brasileiro no mercado externo; melhoria da qualidade do melão para consumo interno; oferta de sementes de alta qualidade com preços mais acessíveis, beneficiando agricultores menos capitalizados, especialmente aqueles localizados no Vale do Rio São Francisco; diminuição no uso de agrotóxicos e dos impactos ambientais, como resultado dos níveis mais altos de resistência ao oídio e, eventualmente, a outras doenças.

Situação: concluído Data de Início: 04/2012 Data de Finalização: 03/2016

Unidade Lider: Embrapa Hortaliças

Líder de projeto: Valter Rodrigues Oliveira

Contato: valter.oliveira@embrapa.br

Galeria de imagens