Pular para o conteúdo

A Cultura da Cebola | voltar ao início


Importância econômica

O agronegócio da cebola apresentou expressiva dinâmica a partir do final dos anos 1980. Fatos sociais, como a mudança de hábitos alimentares da população mundial em busca de melhor qualidade de vida, incluindo uma dieta mais saudável, contribuíram de forma determinante para a promoção de um marketing positivo para a cebola.

Nesse aspecto, a divulgação, por meios de comunicação de massa, dos resultados de pesquisas sobre as propriedades medicinais que algumas hortaliças têm na prevenção de doenças, na longevidade de vida e preservação da saúde, evidenciou a cebola como um dos principais integrantes do grupo alimentar mais saudável, o chamado de "nutracêuticos" ou grupo de alimentos funcionais¹. Com efeito, a situação desta hortaliça promoveu o aumento do consumo. Ao impulsionar a demanda, naturalmente o deslocamento da oferta foi induzido, promovendo, assim, sensível alavancagem no mercado de cebola.

1. Alimentos funcionais são ingredientes que, além das funções nutricionais básicas, quando consumidos como parte da dieta usual, produzem efeitos metabólicos, fisiológicos e/ou benéficos à saúde.

Autora: Nirlene Junqueira Vilela
Fonte: 
http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/cebola/arvore/CONT000gn0j7gdx02wx5ok0liq1mq9rkebxf.html