Pular para o conteúdo

A Cultura da mandioquinha-salsa | voltar ao início


Embrapa Hortaliças
Sistemas de Produção, 4
ISSN 1678-880X Versão Eletrônica
Jun./2008
Autores

 

Clima

Apresenta boa adaptabilidade a locais com clima semelhante ao de sua origem. No Brasil, é tradicionalmente cultivada no Sudeste e no Sul, em regiões com altitude superior a 800m e temperatura média anual entre 15°C e 18°C. Entretanto, verifica-se seu cultivo em áreas mais baixas, na Zona da Mata mineira e em baixadas litorâneas de Santa Catarina, assim como sua expansão para o Planalto Central, no Distrito Federal e Goiás, onde a temperatura média anual supera os 20°C.

Quanto à época, em regiões de clima ameno o plantio pode ser efetuado o ano todo. Ocorre predominância de plantios de março a junho, especialmente no Sudeste, em função do maior risco de perdas em épocas quentes e chuvosas. Pelo sistema convencional de cultivo, diretamente no local definitivo, tem-se maiores limitações quanto à época de plantio.

Quando se efetua o plantio pelo método de pré-enraizamento de mudas, reduz-se o risco de perdas. Pode-se, neste caso, efetuar o plantio dos canteiros sob cultivo protegido em casas de vegetação ou túneis quando o frio é intenso e há risco de geadas ou quando ocorrem chuvas excessivas.

Os plantios realizados no verão apresentam elevado índice de apodrecimento de mudas, devido às elevadas temperatura e precipitação e à exposição do córtex das mudas pela ação do corte realizado no ato do plantio, favorecendo o estabelecimento de bactérias e fungos de solo. Em conseqüência disso, verifica-se a redução do pegamento e, consequentemente, da produtividade.

Em contra-partida, ocorre redução do ciclo vegetativo da cultura, havendo maior precocidade na produção, assim como probabilidade de preços mais elevados por ocasião da colheita. Em pequenas áreas, seu cultivo intercalado a milho em fase final de desenvolvimento vegetativo pode propiciar microclima mais ameno pela cobertura do solo e sombreamento, impedindo que a temperatura superficial do solo se eleve demasiadamente, permitindo melhor estabelecimento da lavoura.

Os restos culturais após a colheita da cultura intercalar podem ser dispostos entre as leiras de mandioquinha-salsa, minimizando os processos erosivos. Trata-se de planta muito resistente ao frio. Todavia, o plantio em épocas muito frias pode apresentar falhas e redução de produtividade no caso de ocorrência de fortes e numerosas geadas.

No estágio inicial, quando ainda não possui grande quantidade de reservas, as plantas podem esgotar-se no caso da ocorrência de muitas geadas consecutivas. Foi o que aconteceu no Estado do Paraná em 2000, quando mais de 20 geadas nos meses de junho e julho, com temperaturas de até -6°C, praticamente dizimaram os plantios, comprometendo inclusive campos já na fase de produção, reduzindo a qualidade das raízes, pela formação de um anel interno escurecido.

Na região Sudeste, no entanto, a não ser em microclimas de extrema altitude, raramente ocorre frio suficiente para eliminar uma lavoura de mandioquinha-salsa, o que pode ocorrer é a queima de folhas, seguida de rebrota às expensas das reservas acumuladas.

Os plantios subsequentes ao inverno, estação caracterizada pelo período mais seco e frio na região Sudeste, promove o pendoamento precoce das plantas. Isso ocorre pela indução promovida pelas condições climáticas à passagem das mudas da fase vegetativa para a fase reprodutiva, em virtude do desfavorecimento da primeira.

A fase reprodutiva se caracteriza pelo florescimento, seguido de formação de sementes. As plantas pendoadas são comumente chamadas de "capitão", pelo fato de se destacarem no campo de produção. No início do ciclo da cultura, o florescimento esgota as plantas e não ocorre produção de raízes comerciais.

Se o florescimento ocorre quando a planta já possui uma boa quantidade de reservas, uma coroa com dez filhotes ou mais, ela pode produzir satisfatoriamente. O plantio em épocas limitantes, seja pelo calor e precipitação, seja pelo frio excessivo, pode ser viabilizado pela técnica de pré-enraizamento, associada à seleção de mudas e ao cultivo protegido.

Autores: Fausto F. dos Santos e Nuno R. Madeira