A Cultura do Tomate | voltar à página de cultivos


Autores

Sistema de cultivo

O sistema de cultivo do tomate de mesa pode ser subdividido em cultivo em campo e cultivo em ambiente protegido.

O cultivo de campo é o mais aplicado no Brasil, com variações regionais que não chegam descaracterizá-lo. O preparo do solo deve ser realizado cerca de 30 a 60 dias antes do plantio, para atingir a profundidade média de 30 a 35 cm , deve-se conciliar a calagem as estas operações. A marcação de sulcos de plantio deve ser feita em nível ou com gradiente, dependendo do tipo de irrigação utilizada. O espaçamento deve ser flexível, adotando espaçamentos maiores no verão quando as temperaturas e umidade são elevadas e se deseja produzir frutos com maior peso (1,10 a 1,20 m entre fileiras por 0,60 a 0,70 m entre plantas).


Fig. 1. Sistema de cultivo em campo
Foto: Ailton Reis

O cultivo em ambiente protegido pode ser em casa de vegetação ou estruturas metálicas de túnel alto, em ambos os casos, sua instalação é minuciosa e deve considerar: área em local de fácil acesso, com facilidade de escoamento de produto de dentro da estrutura, água de boa qualidade e em quantidade suficiente, solo com boa capacidade de retenção de água e sem pedras, a topografia deve facilitar mecanização.  O espaçamento sugerido para cultivares de hábito de crescimento determinado e linha simples conduzida em uma única haste é de 1,00 a 1,10m entre fileiras e de 0,30 a 0,50m entre plantas na casa de vegetação. Quando a condução for de duas hastes, sugere-e o espaçamento entre plantas de 0,40 a 0,50m. No caso de se adotar fileiras duplas, aconselha-se manter o espaçamento de 1,00 por 1,10m entre fileiras e 0,40 a 0,50m entre plantas, seno as plantas conduzidas por uma única haste. Para cultivares do grupo Cereja, sugere-se manter o mesmo espaçamento entre fileiras e aumentar o espaçamento entre plantas para 0,50 a 0,70 m, considerando o plantio de fileiras simples, sendo conduzidas com três a quatro hastes.