História

Uma das primeiras iniciativas da atividade editorial na Embrapa foi editar e distribuir a publicação Pacotes Tecnológicos em parceria com a Emater.

Surgiu, nessa mesma época, a primeira política editorial – Deliberação de 24 de julho de 1979 – para a produção de documentos impressos a serem comercializados e distribuídos em eventos como: dia de campo, treinamentos de profissionais de informação e de extensão rural nos standes montados pela Embrapa em feiras agropecuárias ou científicas, congressos, seminários, etc.

Com essa demanda foi constituída uma equipe especializada em processo editorial para a criação, a produção e a distribuição de diversos produtos de informação. Essa equipe fazia parte do Departamento de Informação e Documentação (DID).

A nossa Unidade teve origem na fusão do Departamento de Informação e Documentação (DID) com o Departamento de Difusão de Tecnologia (DDT), depois Departamento de Publicações (DPU).

1991

Em 1991, a Embrapa criou o Serviço de Produção de Informação (SPI), com o nome-síntese Embrapa Produção de Informação.

  • 1992

    Criação da primeira linha editorial intitulada Ensino e Aprendizagem, com o lançamento de um título da Coleção Universitária.

  • 1993

    Criação da linha editorial Transferência de Tecnologia, com o lançamento da Coleção Plantar, da Coleção 500 Perguntas e 500 Respostas e da Coleção Frupex.

  • 1994

    * Lançamento da Coleção Paradidática, com a obra Atlas do Meio Ambiente do Brasil, e da Coleção Flora e Fauna do Brasil, com as obras Frutas Nativas do Cerrado e Plantas do Pantanal.

    * Participação da Unidade, como expositora, na Feira do Livro Brasileiro, em Lisboa, Portugal; e assinatura de contrato de venda com distribuidoras portuguesas.

  • 1995

    * Lançamento da Coleção Saber, com a obra Calagem e Adubação.

    * Realização de convênio com a produtora Agribusiness Comunicação para Veiculação de Blocos Informativos, sobre tecnologia Embrapa.

    * Comercialização de títulos da Coleção Plantar em bancas de revistas.

    * Nova participação da Unidade na Feira do Livro Brasileiro, em Lisboa, Portugal.

  • 1996

    * Parceria para a produção dos vídeos do projeto da Videoteca Rural.

    * Lançamento da 2ª edição do Atlas do Meio Ambiente do Brasil, com a distribuição de mais de 70 mil exemplares em escolas de primeiro e de segundo grau.

    * Lançamento da Coleção Criar, com quatro títulos.

    * Execução do Projeto de Cooperação Internacional Livros na América Latina, com o apoio do Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura (IICA), com a edição, em espanhol, de quatro títulos.

    * Início da execução do projeto Livros na Escola, com a impressão e a distribuição de mais de 126 mil exemplares de obras paradidáticas para estudantes brasileiros.

    * Participação da Unidade, como expositora, na Feira Internacional de Livros de Buenos Aires, Argentina; e em Frankfurt, Alemanha.

  • 1997

    * Transferência da Unidade para a nova sede, situada ao lado da Sede da Embrapa, e da gráfica, antes localizada no terreno da Embrapa Cerrados.

    * Lançamento da Videoteca Rural, com 24 vídeos das séries Agricultura e Pecuária.

    * Edição das obras Fruteiras da Amazônia e Plantas do Pantanal em inglês, e da obra Biotecnologia para Pedestres em espanhol.

    * Disponibilização online da revista Pesquisa Agropecuária Brasileira (PAB).

    * Participação da Unidade, como expositora, na Feira Internacional de Livros, em Frankfurt, Alemanha.

    * Criação da Livraria Virtual da Embrapa.

  • 1998

    * Lançamento do programa Dia de Campo na TV.

    * Produção de vídeos para a TV Escola do MEC/Unesco, sobre os temas: explosão demográfica, crescimento urbano, energia, erosão, poluição, biodiversidade, florestas, desenvolvimento sustentável, sociedade e meio ambiente.

    * Lançamento da Coleção Agricultura Familiar, linha editorial Transferência de Tecnologia, com dois títulos.

    * Participação da Unidade na Feira Internacional de Livros de Santiago do Chile, da Argentina e de Frankfurt, Alemanha.

    * Publicação do catálogo Guia da Terra, em que são descritas todas as publicações Embrapa, para comercialização via postal.

    * Produção de 30 programas sobre oportunidades de investimentos no Brasil, via projeto Brasil: um Bom Negócio, exibidos mensalmente pela IPCTV para brasileiros descendentes de japoneses residentes no Japão.

    * Acesso do estúdio de TV a canal de satélite, por meio de fibras óticas.

1999

Em 1999, passou a denominar-se Serviço de Comunicação para Transferência de Tecnologia (SCT), com o nome-síntese Embrapa Comunicação para Transferência de Tecnologia.

  • 1999

    * Início das atividades da Gerência de Organização da Informação – GOI, com a implementação dos projetos Agência de Informação Embrapa e Rede Embrapa de Informação Tecnológica (Reit).

    * Intensificação, por parte da Unidade, da promoção dos produtos de informação da Embrapa em universidades, exposições agropecuárias, feiras e shoppings.

  • 2000

    * Edição, para o projeto Lumiar, do Incra, de nove vídeos voltados para a capacitação de produtores nos assentamentos da Reforma Agrária.

    * Lançamento, em parceria com a Embrapa Monitoramento por Satélite, da coleção de CDs Brasil Visto do Espaço.

    * Realização, em parceria com a Embrapa Clima Temperado e o Grupo Terra, do primeiro curso à distância sobre cultivo da maçã.

    * Participação, da Unidade, como expositora na Feira Internacional de Livros, em Frankfurt.

  • 2001

    * Publicação de oito títulos impressos e de seis vídeos da Série Frutas do Brasil, na linha editorial Transferência de Tecnologia.

    * Contrato com o Canal Rural para veiculação do programa Dia de Campo na TV.

    * Publicação do Manual de Editoração da Embrapa.

    * Disponibilização online da revista Pesquisa Agropecuária Brasileira (PAB) no Scientific Eletronic Library (SciELO).

2001

Desde 2001, a Unidade denomina-se Serviço de Informação Científica e Tecnológica (SCT), com o nome-síntese de Embrapa Informação Tecnológica.

  • 2002

    * Lançamento da Agência de Informação Embrapa, em parceria técnica com a Embrapa Informática Agropecuária. A primeira Árvore do Conhecimento (AC) sobre cultivos foi a do feijão; sobre criação foi a do Agronegócio do Leite; e temática, sobre Espécies Arbóreas da Amazônia.

    * Disponibilização, na Intranet Embrapa, do sistema Cadastro Geral de Publicações Embrapa (CGPE), para o cadastramento das publicações e dos autores da Empresa.

  • 2003

    Lançamento online da série Sistemas de Produção.

  • 2004

    Lançamento do projeto Minibibliotecas do Semiárido com a entrega de onze minibibliotecas em escolas dos municípios do Nordeste, apoiado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) por intermédio do Programa Fome Zero, em parceria com as Unidades da Embrapa do Nordeste.

2012

O ano de 2012 é um marco para a Embrapa na produção de livros digitais (e-books), produzidos no formato e-Pub.

  • 2012

    A Embrapa Informação Tecnológica, coordenadora do processo editorial impresso na Empresa, iniciou a publicação de livros digitais que podem ser lidos nos principais tablets de Mercado, o iPad (Apple) e o Galaxy Tab (Sansung), bem como computadores (com software de leitura).