Soluções Tecnológicas

TerraClass Amazônia - Uso e Cobertura da Terra na Amazônia Legal

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: Embrapa

O TerraClass, projeto executado por meio de parceria entre a Embrapa e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), mapeia o uso e a cobertura das áreas desflorestadas da Amazônia. O projeto possibilita qualificar as áreas mapeadas pelo Programa de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), sistema do INPE que contabiliza anualmente o desmate por corte raso na Amazônia Legal com base em imagens de satélites. O Prodes foi criado em 1988 em atendimento a demandas do Ministério do Meio Ambiente e do Ministério da Ciência e Tecnologia.

O destino das áreas desflorestadas da Amazônia Legal desperta o interesse de diferentes setores da sociedade civil e da comunidade científica por estar relacionado a discussões de diversos temas de interesse nacional e internacional. Durante muitos anos as informações sobre as taxas de desflorestamentos da Amazônia foram suficientes para que o Governo Federal pudesse monitorar este fenômeno e propor políticas de gestão territorial para a região. No entanto, o fato do simples monitoramento do desflorestamento não gerar informações para a execução de análises sobre o destino dado a essas áreas dificultou a identificação das principais atividades condicionantes ou determinantes da sua ocorrência e, também, não proporcionou a identificação de modelos de ocupação mais sustentáveis para a elaboração de uma agenda positiva que fortalecesse e estimulasse a adoção de sistemas produtivos mais sustentáveis.

Representantes da Embrapa Informática Agropecuária, da Embrapa Amazônia Oriental e do Centro Regional da Amazônia (CRA/Inpe) elaboraram um projeto em parceria, denominado TerraClass, com o objetivo de apresentar, a cada dois anos, de forma numérica e espacialmente explícita, mapas sistemáticos referentes ao uso e cobertura da terra em todas as áreas desflorestadas da Amazônia Legal brasileira, identificadas pelo Programa de Monitoramento do Desflorestamento da Amazônia por Satélite – PRODES.

No final de 2015, uma portaria do Ministério do Meio Ambiente criou o Programa de Monitoramento Ambiental dos Biomas Brasileiros (PMABB), com objetivo de expandir as ações de mapeamento e monitoramento dos biomas, incluindo a identificação da taxa de desflorestamentos, avaliação da cobertura vegetal e do uso das terras, monitoramento de queimadas e restauração da vegetação e extração seletiva. Deste modo, as ações do Projeto TerraClass deverão ser estendidas aos demais biomas, como o Pantanal, a Mata Atlântica, a Caatinga e o Pampa.

Quem ganha com isso?
Governos, Organizações Não Governamentais, produtores rurais, pesquisadores, acadêmicos, comunidade científica nacional e internacional

Abrangência geográfica
Amazônia Legal, composta por nove estados brasileiros: Acre, Amapá, Amazônia, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Benefício ambiental
A quinta edição do projeto TerraClass, referente ao ano base 2014, foi divulgada em 2016 e seus resultados têm permitido a análise da dinâmica de uso e cobertura da terra na Amazônia considerando o período de 10 anos, entre 2004 e 2014, possibilitando a identificação dos principais processos de transição na região. Destaca-se o fato que a maior parte das áreas de agricultura anual extensiva está se expandindo sobre áreas de pastagem, e não sobre áreas de floresta.
O potencial de expansão da ação tem tido impacto considerável pelos órgãos governamentais para subsidiar Políticas Públicas, que foi demando a sua expansão para o Bioma Cerrado, cujo mapa, referente ao ano base 2013, foi divulgado em 2015.
O TerraClass Cerrado abrangeu a área contínua do bioma – mais de 2 milhões de quilômetros quadrados ou cerca de 24% do território brasileiro. Os resultados do TerraClass Cerrado revelaram que 54,5% do bioma mantém sua vegetação natural. Segundo o projeto, as áreas de pastagens plantadas ocupam 29,5% do bioma, enquanto a agricultura anual representa 8,5% e as culturas perenes, 3,1%, totalizando 41,1% do total da área do Cerrado. A base cartográfica gerada pelo TerraClass Cerrado será adotada em futuros mapeamentos da cobertura e uso da terra, incluindo a geração de taxas anuais de desmatamento.

Parceiros
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - Centro Regional da Amazônia (INPE/CRA/Belém-PA). Apoio: Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Ministério do Meio Ambiente; Banco Mundial; Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologias Espaciais; Fundo Amazônia.

Esta solução tecnológica foi desenvolvida pela Embrapa em parceria com outras instituições.

Produto: Mapeamento, zoneamento Ano de Lançamento: 2011

Onde Encontrar:
Embrapa Informática Agropecuária
Campinas, São Paulo
Avenida Andre Tosello, 209
Campus da Unicamp
Fone: +55 (19) 3211-5700
CEP: 13083-886

http://www.inpe.br/cra/projetos_pesquisas/dados_terraclass.php

Galeria de imagens