Infraestrutura

A Embrapa Mandioca e Fruticultura ocupa hoje uma área de 260 hectares e dispõe de moderna infraestrutura, incluindo 17 laboratórios, 28 telados e sete casas de vegetação, estufas, biblioteca, biofábrica, centro de tecnologia em mandioca e campos experimentais com nove coleções de espécies e variedades de mandioca e fruteiras compostas por mais de quatro mil acessos.

Os laboratórios da Unidade colocam à disposição dos agricultores os serviços de análise de solos, análise foliar, análise fitopatológica, dados meteorológicos etc., garantindo qualidade e precisão nos resultados.

Laboratórios
Biologia Molecular
Ciência e Tecnologia de Alimentos
Conservação e Tecnologia de Sementes
Cultura de Tecidos
Entomologia
Física do Solo
Fitopatologia
Pós-colheita
Meteorologia
Microbiologia do Solo e Resíduos Orgânicos
Práticas Culturais

Campos Experimentais
Casas de vegetação
Área de Produção de Material Básico

Demais estruturas
Centro de Tecnologia em Mandioca
Prédio da Pesquisa
Auditórios 1, 2, NAF-A e NAF-B
Casa do Cliente

 

Para ampliar suas ações num país continental, a Unidade criou Campos Avançados com pesquisadores alocados em regiões estratégicas para o desenvolvimento tecnológico de fruteiras e mandioca. Atualmente, são quatro campos avançados em São Paulo, dois na Bahia, dois no Paraná, um no Mato Grosso e um no Rio Grande do Norte.