Estrutura do livro digital

Elementos pré-textuais

A ordem dos elementos pré-textuais é a que se segue:

Folha de rosto

Folha que contém os elementos essenciais de identificação da publicação (Figura 5), na seguinte ordem:

  • Nome da Embrapa (por extenso, sem sigla).
  • Nome-síntese da Unidade Responsável pelo Conteúdo. No caso de parceria entre Unidades, dispor os nomes-sínteses das Unidades Responsáveis sobrepostos.
  • Nome completo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
  • Título da obra.
  • Nome(s) do(s) editor(es) técnico(s) – até cinco – ou dos autores, em itálico e em claro.
No caso dos editores técnicos, grafar abaixo do(s) nome(s) a função "Editor(es) Técnico(s)", em redondo e em claro.
  • Número da edição (a partir da 2ª edição).
  • Imprenta – Embrapa; Brasília, DF e ano de publicação.
Em caso de edições em mais de uma língua, pode-se incluir mais de uma folha de rosto. Nas obras com mais de um volume, a folha de rosto do primeiro volume deve conter as informações comuns a toda a obra, e cada volume deve incluir informações específicas. O nome de eventuais tradutores deve ser incluído logo após o título.

Edição Todos os exemplares de um documento, produzidos a partir de um original ou matriz sem modificações.

Nova edição – É produzida a partir da edição anterior, incluindo-se desde as alterações de conteúdo até as de composição textual.
O número da edição da publicação só será registrado, na capa e na folha de rosto, a partir da segunda edição. A indicação do número da edição deve ser feita em numeral ordinal, seguido da palavra "edição". Ex.: 2ª edição

Crédito de autoria – A atribuição de autoria deve ser feita na capa e na folha de rosto ou em outras partes da obra, quando pertinente.

  • Obra individual: a atribuição de autoria deve ser feita na capa, na folha de rosto e na página de autores.
  • Obra em coautoria: até cinco autores, a atribuição de autoria deve ser feita na capa, na folha de rosto e na página de autores. De seis até dez, a atribuição de autoria deve ser feita apenas na folha de rosto e na página de autores, em ordem alfabética ou ou pelo grau de importância, conforme decisão dos autores.
  • Obra coletiva: A atribuição de autoria deve ser feita da seguinte forma: o nome do(s) editor(es) técnico(s) – até cinco – na capa e na folha de rosto. Para os autores, abre-se uma página, com a denominação "Autores", e nela dispõe-se o nome dos autores [incluindo o do(s) editore(s) técnico(s)], em ordem alfabética ou pelo grau de importância, conforme decisão dos autores.

Página de créditos

Local destinado às seguintes informações (Figura 6):

Quando a Embrapa Informação Tecnológica for responsável pela edição da obra, serão incluídos, também, o nome e o endereço dessa Unidade.
  • Relação de créditos para o corpo técnico que participou do processo editorial da obra.
Os créditos para o corpo técnico podem variar, dependendo do tipo de produção editorial.
  • Número da edição e ano.

Exemplo:

1ª edição

E-book (2014)

Orientações para inserção de informações relacionadas ao número de edições de e-book

  • Obra convertida para e-book, a partir da primeira edição impressa:

Exemplo:

1ª edição

1ª impressão (2014): 1.000 exemplares

E-book (2015)

  • No caso de nova edição impressa atualizada ou ampliada:

Exemplo:

1ª edição

1ª impressão (2010): 1.000 exemplares

 

2ª edição

E-book (2013)

 

3ª edição

1ª impressão (2016): 1.000 exemplares

E-book (2016)

  • No caso de nova edição em e-book atualizada ou ampliada:

Exemplo:

1ª edição

1ª impressão (2010): 1.000 exemplares

E-book (2015)

 

2ª edição

E-book (2016)

1ª impressão (2017): 1.000 exemplares

As informações relacionadas à edição da obra devem estar de acordo com o tipo de suporte selecionado no formulário de solicitação de ISBN:

  • Papel Material impresso.

Exemplo:
1ª edição
1ª impressão (2014): 1.000 exemplares

 

2ª edição
1ª impressão (2015): 5.000 exemplares
2ª impressão (2016): 1.000 exemplares

  • E-book – Livro cujo conteúdo é apresentado em um arquivo digital, o qual pode ser lido somente em dispositivos eletrônicos como computadores, tablets, smartphones e leitores de e-books (e-readers).

A editora Embrapa definiu o formato ePub para e-book, sendo que apenas em alguns casos o formato PDF deve ser utilizado, ou seja, apenas quando o e-book tiver características que não podem ser reproduzidas no ePub.

Exemplo:
1ª edição
E-book (2014)

  • Braille – Sistema de leitura destinada a portadores de deficiência visual.

Exemplo:
1ª edição
Braille (2015): 500 exemplares

  • CD-ROM – Disco com capacidade de armazenar dados digitais.

Exemplo:
1ª edição
CD-ROM (2015): 100 exemplares

  • DVD – Disco de informações digitais com maior capacidade de armazenamento do que o CD.

Exemplo:
1ª edição
DVD (2015): 100 exemplares

  • Audiolivro (livro falado) – Gravação de conteúdo de um livro lido em voz alta.

Exemplo:
1ª edição
Audiolivro (2015): 500 exemplares

  • Internet – Material de leitura digital que deve obrigatoriamente ser acessado em uma rede formada por interconexão de outras redes menores, ou seja, material de leitura digital acessado on-line. Pode ser um PDF, mas a leitura do arquivo deve ser feita no browser, com URL definida.

Exemplo:
1ª edição
On-line (2014)

  • Publicação digitalizada – Material de leitura em formato digital que é resultado da digitalização dos livros impressos. Neste item, no entendimento da Biblioteca Nacional, estariam incluídos publicações digitalizadas (PDFs gerados por meio de scanner ou direto do material formatado); e PDFs de obras impressas ou somente publicados em PDF. Note que a publicação digitalizada não necessariamente é on-line, pois pode ser apenas disponibilizada para download e posterior leitura no computador (off-line).

Exemplo:
1ª edição
Publicação digitalizada (2015)

O verso da folha de rosto de uma publicação com edição e reimpressões em diferentes formatos e suportes deve seguir:

Exemplo:
1ª edição
1ª impressão (2010): 500 exemplares
2ª impressão (2011): 1.000 exemplares

Publicação digitalizada (2013)


2ª edição
1ª impressão (2014): 1.000 exemplares
E-book (2015)

  • Notificação sobre a lei de direitos autorais.
  • Ficha de Catalogação na publicação, de acordo com Anglo American Cataloguing Rules (AACR2), incluindo o ISBN e a Classificação Decimal de Dewey (CDD).

Caso já exista uma versão impressa, essa informação deve ser inserida na ficha catalográfica do e-book. Ver exemplos de Fichas Catalográficas para e-book e para publicações digitalizadas.

  • Copirraite, Embrapa e ano.

Observação sobre a aplicação do ISBN:

O livro digital, assim como o livro impresso, precisa ter o seu número de ISBN.

Nos e-books da Embrapa, foi adotada a atribuição de um único ISBN, independentemente do formato usado (ePub, PDF).

Localização do ISBN na obra

  • Na publicação impressa: no verso da folha de rosto, na ficha catalográfica e na parte inferior da quarta capa, sobrecapa, ou qualquer outra cobertura.
  • Na publicação digitalizada e no e-book, ambos em formato PDF: no verso da folha de rosto, na ficha catalográfica e na parte inferior da quarta capa.
  • No e-book, formato ePub: nos metadados e na ficha catalográfica inserida na página de créditos.

Normas de atribuição de ISBN para publicação impressa

  • A cada edição de uma publicação.
  • A cada edição em idioma diferente de uma publicação.
  • Ao conjunto completo da obra dividida em volumes e também a cada um dos volumes integrantes da coleção.
  • A toda reedição com mudança no conteúdo da obra.
  • A cada tipo de suporte, tipo de formato, tipo de acabamento (luxo/econômico) e tipo de capa (brochura/dura/espiral).

Normas de atribuição de ISBN para publicação digital

  • Publicação digital (e-book, CD-ROM, publicação disponível on-line) receberá ISBN sempre que respeitar os seguintes pressupostos: contém texto; está disponível para consulta pública; não se pretende que seja uma publicação em série.
  • A cada um dos diferentes formatos de uma publicação digital será atribuído um ISBN individual se os formatos forem disponibilizados separadamente. Se, pelo contrário, a edição for publicada em formatos que são disponibilizados sempre em conjunto, apenas um ISBN será necessário.

Publicações que requerem ISBN

  • Livros impressos.
  • Publicações em braille.
  • Mapas.
  • Audiolivros.
  • DVDs.
  • CD-ROMs.
  • E-books (ePub/PDF interativo).
  • Publicações on-line (HTML, leitura com acesso a uma rede).
  • Publicações digitalizadas (PDF gerados por scanner ou somente publicados em PDF, permite leitura off-line).

Publicações que não requerem ISBN

  • Publicações em série (ISSN).
  • Publicações pertencentes às séries da Embrapa.
  • Boletins informativos digitais.
  • E-mails e correspondência eletrônica.
  • Publicações frequentemente atualizadas, com acesso às atualizações on-line quase imediato.
  • Sites de internet.

Atenção: Reimpressão, mudança na cor da capa, formato das letras e correção ortográfica do texto não requerem novo ISBN.

Atribuição do ISBN em publicações em coedição

  • As edições conjuntas têm, em regra, um ISBN atribuído pelo editor encarregado da distribuição.
  • É admissível que cada um dos coeditores atribua o seu próprio ISBN e o faça no verso da página de rosto, embora apenas um dos ISBN venha a figurar no código de barras.

Página de autores

Esta página, denominada "Autores", deve apresentar o nome de todos os autores (mesmo quando tiver apenas um), incluindo o(s) editor(es) técnico(s), em ordem alfabética ou por ordem de importância, seguido(s) da formação acadêmica, do mais alto grau acadêmico, da função na empresa e da localidade da instituição. As informações devem ser grafadas em redondo, em claro, com o nome dos autores em negrito (Figura 7).

Em caso de falecimento de autor, deve-se colocar uma nota  após o seu nome. Essa informação deve ser registrada usando-se a expressão (in memoriam), entre parêntesis, em fonte normal, na página de autores ou na folha de rosto.

Em caso de autor aposentado da Embrapa, deve-se colocar o nome completo do autor, a formação acadêmica, o mais alto grau acadêmico, a função na empresa seguido da expressão "aposentado da", o nome e a localidade da instituição.

Exemplo:

Francisco da Silva
Engenheiro-agrônomo, M.Sc. em Fitopatologia, pesquisador aposentado da Embrapa Solos, Rio de Janeiro, RJ

ATENÇÃO: Autor é a pessoa física criadora da obra literária, artística ou científica. Não são considerados autores aqueles que têm participação de natureza exclusivamente de apoio técnico à publicação ou ainda como colaborador. Indicar como autor alguém que não exerceu essa função em uma obra pode gerar responsabilidade administrativa e civil ao responsável por essa indicação.

Epígrafe

Citação inserida no início da obra ou no início de cada capítulo, dela devendo constar o nome do autor da citação.

Dedicatória

Texto curto, no qual o autor dedica seu trabalho a alguém.

Agradecimento

Página na qual o autor agradece às pessoas e às instituições que cooperaram com a obra. Deve-se restringir ao absolutamente necessário.

Apresentação

Texto em que o autor ou outra pessoa apresenta a obra. Deve apresentar informações genéricas sobre o assunto abordado, ou seja, os propósitos do autor e as circunstâncias em que foi elaborada a pesquisa. Deve ter conteúdo informativo, organizado em ordem lógica e conceitual, discorrendo sobre os pontos fortes da obra. Não deve haver citações bibliográficas. Na Embrapa, geralmente é assinada pelo chefe da Unidade Responsável pelo Conteúdo, ou pelo presidente ou, ainda, por um dos diretores-executivos da Embrapa.

Prefácio

Texto escrito pelo(s) autor(es) ou editor(es) técnico(s) ou, ainda, por outra pessoa, que geralmente apresenta(m) explicações preliminares a respeito da obra. Tem por objetivo fazer um breve histórico do trabalho, indicar suas características e finalidades, as intenções do(s) autor(es) ou editor(es) técnico(s) e as principais dificuldades encontradas durante a elaboração do trabalho. Pode indicar o público a que se dirige, comparar as pesquisas do(s) autor(es) com outras e revelar a natureza dos dados relatados. Em caso de um novo prefácio para nova edição, este precede os anteriores, apresentados sequencialmente, dos mais recentes aos mais antigos, indicando-se no título o número da edição correspondente (p. ex.: Prefácio à 3ª edição, Prefácio à 2ª edição, Prefácio à 1ª edição).

Nome em itálico, em claro; cargo em redondo, em claro.

Sumário

O sumário pode ser elaborado com títulos, subtítulos e subsubtítulos. De preferência, para não ficar muito extenso, não estender aos subsubtítulos.

Listagem das principais divisões e subdivisões de um documento (títulos e subtítulos), seguindo a mesma ordem em que elas ocorrem no corpo da obra (Figura 13). O sumário não deve ser confundido com índice.

Lista de figuras e tabelas

É a relação das ilustrações e das tabelas na ordem em que figuram no texto. Raramente é utilizada na Embrapa.

 

Página anterior Próxima página