Padronização e Estilo

Ilustração

Nas publicações da Embrapa, "Figura" é a denominação utilizada para identificar ilustrações, tais como gráficos, desenhos, mapas, fotografias, fluxogramas ou outras formas pictográficas usadas para enriquecer o texto.

A figura deve ser autoexplicativa, para que não seja necessário recorrer ao texto para entendê-la.

Na Embrapa, não se usam as terminologias "ilustração" ou "gráfico", usa-se apenas "figura".
Caso não seja possível enquadrar o material em ilustração ou tabela, pode-se lançar mão do recurso boxe de texto/caixa de texto, que é inserido, em alguns casos, com título próprio, mas sem numeração, e posicionado em seguida à frase à qual faz referência. A formatação do boxe é definida caso a caso ou de acordo com o projeto gráfico da publicação.

Chamada no texto

  • As figuras devem ser citadas no texto e devem ser numeradas em ordem sequencial.
  • Suas citações podem vir entre parênteses ou integrar o texto, sempre com inicial maiúscula.

Exemplo:

Foi realizado um trabalho sobre extração de nutrientes em porta-enxerto de seringueira (Figura 1) no qual foi possível verificar que, para cada 1.000 tocos de raiz nua, são exportados N, P, K, Ca, Mg e S (Figura 2).

  • Quando houver chamadas referenciando várias figuras, não é necessário repetir a palavra "Figura" para cada uma delas.

Exemplo:

Como mostram as Figuras 3, 4 e 5 [ou Figuras 3 a 5], há um visível aumento na procura de automóveis movidos a biocombustíveis, como o etanol.

Numeração e identificação de figuras

  • Em obra coletiva, a numeração das figuras deve ser iniciada a cada capítulo.
  • Em obra individual ou em coautoria, mesmo quando dividida em capítulos, as figuras devem ser numeradas sequencialmente na obra.
  • Quando a figura for composta por várias partes ou por elementos que se quer descrever em separado, as partes deverão ser identificadas pelas letras do alfabeto, conforme descrito a seguir.  

Na figura: Na parte interna de cada figura, deve ser colocada a letra, em maiúscula, que a identifica. A posição (canto superior ou inferior, à direita ou à esquerda) é definida pelo diagramador, mas deve-se manter a padronização ao longo da publicação (por exemplo, se a letra for posicionada no canto superior direito em uma imagem, deverá ficar na mesma posição nas demais imagens da publicação).

Na legenda: A letra correspondente deve ser colocada entre parênteses, em maiúscula, antes ou depois da respectiva descrição. Por medida de padronização, manter a posição escolhida em toda a obra.

No corpo do texto: A letra deve ser colocada, em maiúscula, sem parênteses e sem espaço em relação ao número da respectiva figura. Mesmo em chamadas que referenciam várias imagens de uma mesma figura, é necessário repetir o número para cada uma delas.

Exemplo:

[corpo do texto]

No  final da década de 1970 e início da década de 1980, era comum a ocorrência de grandes danos causados por erosão e outras situações, mostradas na Figura 1. Os graves problemas (especialmente os ilustrados nas Figuras 1B e 1E) levaram as instituições de pesquisa a intensificar suas ações, em busca de soluções urgentes.

Legenda

  • A legenda deve ser em claro (sem negrito), precedida da palavra "Figura", seguida do  respectivo número, em algarismo arábico, e de ponto-final, em negrito.
  • A legenda deve ser clara, breve e objetiva.

Exemplo:

Figura 5. Ferrugem (Tranzschelia discolor) em folhas de pessegueiro.

  • Siglas e abreviaturas devem ser grafadas por extenso (seja em legenda, seja em nota), mesmo que já tenham sido desmembradas no corpo do texto. Nomes científicos também devem ser apresentados por extenso (ou seja, na forma não abreviada).

Formatação

  • A disposição das figuras obedecerá ao projeto gráfico, devendo aparecer após e o mais próximo possível de sua chamada no texto.
  • Os textos de legenda, conforme exemplos a seguir, podem ser justificados, alinhados à esquerda ou à direita, e dispostos ao lado ou abaixo da figura.

Nota

  • Caso seja necessário acrescentar notas à figura (por exemplo, para explicar siglas, abreviaturas ou termos empregados na figura), essas devem ser localizadas abaixo da legenda e grafadas em corpo dois pontos menor do que o corpo utilizado na legenda, sem negrito. Em caso de legenda com corpo menor que 8, deve-se utilizar o mesmo corpo.

Fonte

  • Figuras publicadas anteriormente (caso de reprodução) devem conter dados sobre a fonte de onde foram extraídas e, quando necessário, a expressão "reproduzida com autorização". A informação da reprodução da foto deve ser colocada abaixo da fonte.

Exemplo:

Figura 1. Vista frontal de um evaporador de ar forçado e detalhe da serpentina de resfriamento de ar, instalada no interior do gabinete.

Foto reproduzida com a permissão da Spraying Systems do Brasil.

  • A fonte deve ser localizada abaixo da legenda (ou abaixo de notas, se houver) e deve ser grafada em corpo dois pontos menor do que o corpo utilizado na legenda, em claro. Em caso de legenda com corpo menor que 8, deve-se utilizar o mesmo corpo.
  • As fontes devem constar da lista de referências.

Crédito de autoria

  • O crédito de autoria, ou seja, o nome completo ou pseudônimo do autor de toda e qualquer fotografia, deve constar junto da figura, em posição definida pelo projeto gráfico, no corpo 6 ou 7. Também é obrigatório o crédito para o autor de desenhos e gráficos que tenham exigido ação criativa em sua elaboração.
  • O crédito de autoria de fotografias deve estar na lateral da fotografia, sem ponto-final e sem negrito, antecedido da palavra “Foto” (com inicial maiúscula, sem negrito e seguida de dois-pontos). Deve estar posicionado na lateral esquerda em página par, e na lateral direita em página ímpar.
  • No caso de figuras compostas, em que cada imagem é de um autor específico, pode-se registrar o crédito na lateral de cada imagem ou pode-se optar pelo seguinte formato: “Fotos: Fulano de Tal (A e C); Beltrano de Tal (B)”. Ver exemplo da Figura 2.
  • O crédito de autoria de desenhos deve estar abaixo da legenda, sem ponto-final e sem negrito e antecedido da palavra “Ilustração” (com inicial maiúscula, sem negrito e seguida de dois-pontos). Ver exemplo da Figura 4.

Gráfico

  • As designações das variáveis dos eixos X e Y em gráficos devem estar no singular, ter iniciais maiúsculas e ser seguidas das unidades de medida (quando for o caso), entre parênteses. Esse conjunto deve estar em negrito. Ver exemplo da Figura 5.
Exceção: As unidades de tempo (anos, meses, dias, horas, minutos, etc.), quando inseridas em gráfico, devem constar por extenso e, para evitar confusão entre os significados, podem estar no singular (para significar "tempo decorrido", ou seja, o número de dias que se passaram desde o início do fenômeno) ou no plural (para significar “data específica em que determinado fenômeno aconteceu”).
  • Quando, numa mesma figura, houver mais de um gráfico, vai ser preciso repetir as informações dos eixos X e Y em cada um, mesmo que sejam idênticas.
  • Em eixos referentes a dias e meses, deve-se grafar os dias em algarismos, e os meses em sua forma abreviada, seguida de ponto (exceto “maio”, que deve ser sempre escrito por extenso – ver Lista de abreviaturas).
  • Em eixos referentes apenas a meses, deve-se grafá-los sempre com a inicial maiúscula e em sua forma abreviada, seguida de ponto (exceto “maio”, que deve ser sempre escrito por extenso – ver Lista de abreviaturas).
  • Em eixos referentes a meses e anos, os meses devem ser grafados sempre com inicial maiúscula e em sua forma abreviada, seguidos de ponto (exceto “maio”, que deve ser sempre escrito por extenso  – ver Lista de abreviaturas). Em seguida, acrescentar a barra e o ano, em algarismos arábicos.

Uso de travessão e barra em datas

De modo geral, para indicar período de tempo, usa-se travessão (por exemplo: “2010—2013” ). No entanto, para indicar safra ou ano agrícola, deve-se usar barra (por exemplo: “2010/2011”).

Uso de vírgula e ponto na grafia dos valores

Em português, ponto é usado para separar milhar; vírgula é usada para separar a parte inteira da parte decimal dos números. Em textos em português, não será aceito o padrão de língua inglesa (nesta última, vírgula separa o milhar, e ponto separa a parte decimal).